.SIM

-Reacção de José Sócrates(SIC)

-Reacção de Jerónimo de Sousa(SIC)

-Reacção de Francisco Louçã(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo SIM(SIC)

-Especial SIC
Últimas notícias
O Referendo nos Blogs

.posts recentes

. (sem assunto)

. ...

. Bom dia..

. ...

. apoio monetário

. ...

. despenalização do aborto

. Promulgação do Presidente...

. Vigarice

. concordo

.arquivos

. Novembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. aborto

. abstencao

. casal

. celulas

. choro

. condições

. coragem

. crianças

. crime

. debates; sic; aborto

. democracia

. deputados

. desabafo

. despenalizacao

. despenalização

. despenalizado

. despenalizar

. direito

. duvida

. escravatura

. espanha

. estado

. familia

. feto

. governo

. hipocrisia

. igreja

. infértil

. ivg

. jose policarpo

. justica

. legislacao

. menino

. moralista

. morte

. mulheres

. opiniões

. parlamento

. pena morte

. politicos

. portugueses

. ps

. referendo

. vergonha

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds

Participe
Envie a sua mensagem para aqui.


Quinta-feira, 8 de Fevereiro de 2007

Aborto

Aconselho todos os que vão votar a ler a tese de licenciatura do Dr.Álvaro Cunhal que foi exactamente sobre o aborto.Teve um jurí de tese em que todos os membros eram professores do regime e teve uma classificação brilhante de 16 valores.Pode ser que os catolicozinhos e os meninos e meninas de direita compreendem o porquê do ABORTO.
publicado por comunidade às 20:23

link do post | comentar | favorito
|
61 comentários:
De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2007 às 02:05
Devemos depreender que está a elogiar o trabalho do Dr. Álvaro Cunhal ou a isenção cientifica do regime de Salazar? Ou ambos?
Ainda gostava de saber se um aluno hoje, em democracia, apresentasse uma tese em que defendesse ideais contrários ao regime democrático e ainda por cima se assumisse como Fascista gozaria da mesma isenção.
Eu acho que não!
Até porque os Professores poderiam recear represálias.
Muito obrigado pela sua chamada de atenção.
Certamente não será Salazarista e assim ainda maior o elogio ao antigo regime.
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 02:27
Estou a elogiar o trabalho do Dr.Cunhal .E é só para dizer que os Fascistas mesmo sendo Fascistas eram inteligentes coisa que muita gente pelo NÃO não é...desde a Igreja Católica que vêm com coisas ,mas esquece-se que comenteu crimes hediondos como as cruzadas que serviram unicamente para saquear ,como a Inquisição e como o Papa de Hitler que nem recriminou o holocausto...e você é burro????ou não sabe ler ???VIVA A DEMOCRACIA .SIM AO ABORTO.SE CALHAR SE HOUVESSE ABORTO RECTRO-ACTIVO O PAÍS NÃO ESTARIA ASSIM!!!!
De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2007 às 02:56
Definitivamente sou BURRO e IGNORANTE, ou alguém é.
Os Cruzados viveram no regime fascista que governou a Europa entre 1096 e 1291????
Foi a vez em que alguém me chamou BURRO e que eu nem sequer consigo argumentar.
Agradeço que haja mais alguém que se acuse. Ou sou o único burro que desconhecia este famosíssimo facto histórico.
Já agora, Salazar não participou nas cruzadas?? Pode ser que a sua infinita sabedoria de História me poss aelucidar.
Numa coisa tem razão, os Fascistas eram inteligentes! Pelos vistos não só mais que os do NÃO.
Já agora, eu não voto no referendo!
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 02:59
eu não disse isso se calhar escrevi mal...o que eu disse é que a igreja é tão a favor da vida que se esquece dos crimes que cometeu no passado...você têm a qualidade de pôr palavras onde elas não existem ,porque eu não disse nada disso ,você não deve é saber ler...
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 03:10
Não sabe ler concerteza...
De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2007 às 09:17
Decidamente, você fala do que desconhece. A que comentários e insultos chega a ignorância e a intolerância laica! A Igreja é das poucas grandes instituições que conheço que teve o mérito de reconhecer publicamente os seus erros. Quanto à acusação que faz ao Papa na Segunda Guerra Mundial, não sabe do que fala, porque está provada em inúmeros documentos e livros sobre o assunto (recomendo especialmente o livro «Pio XII e a Segunda Guerra Mundial») que o Papa fez tudo o que estava ao seu alcance para salvar inúmeros judeus e mais não fez por recear represálias ainda maiores sobre os judeus e cristãos a quem não podia acudir. Não há nenhum documento histórico que prove que o Papa tenha alguma vez dado o seu apoio a Hitler! Antes pelo contrário!
Informe-se. Há dois princípios elementares em qualquer debate honesto: não opinar sobre o que se desconhece e não fazer acusações graves sem provas!
De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2007 às 10:16
Todas as religioes cometem crimes, e a catolica nao é excepção, podem nao os cometer há uns 100 anos mas ja os cometeram e nao foram poucos... e nunca os vi pedirem desculpa por isso

carina
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 16:35
Você é muito burro vários livros inclusive o lovro "o Papa de hitler"provam o que digo se não sabe ler volte para a instrução promária ou coisa que o valha,leia e compreenda porque o chamavam Papa de Hitler e porque ajudou os nazis e nada disse sobre o holocausto....
De lastpoet a 9 de Fevereiro de 2007 às 12:31
O senhor devia ter mais cuidado com o que diz, fala na tese do Dr Alvaro Cunhal, Chama aos apoiantes so 'Não' Fascistas e meninos de coro, mas sai-se com esta feliz frase que cito:

<<
VIVA A DEMOCRACIA .SIM AO ABORTO.SE CALHAR SE HOUVESSE ABORTO RECTRO-ACTIVO O PAÍS NÃO ESTARIA ASSIM!!!!
>>

Você consegue meter na mesma frase e em CAPS 'Viva a democracia' e 'Aborto retroactivo'. Meu caro, a eliminação selectiva de pessoas faz-me lembrar sabe o quê? precisamente os fascistas. Concluo que o senhor é um deles.

O Dr Alvaro Cunhal tinha as convicções dele, aliás, escreveu uma tese sobre isso(como você faz questão de lembrar), mas isso apenas mostra que a sua opinião não é sua, que compra pacotes de pensamentos pré fabricados e quando estes não resultam, vira-se em insultos e contradições. Além de ter feito Copy/Paste deste tópico como comment a montes de entradas no blog. Não digo que você deixe de ir pelas suas convicções, desde que sejam as suas, e que tenha algum trabalho a formá-las.

Não, pelo direito a vida!
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 16:40
A opinião não é minha ???então a sua opinião não é sua vocé é contra o aborto porquê????porque a igreja diz que é uma vida??'vocé sabia qie o cerebro do feto não está formado completamente às 11 semanas????e por isso não sente dor ????então leia e não se ponha com verborreias...e não sou fascista dou bem comunista e se calhar se tivesse existido aborto à mais tempo o país não estaria cheio de políticos inuteis como o Socrates entre outros que delapidam o nosso país e que nada o fazem para o tirar da pobreza!!!!porque acha que deve existir o não ao aborto???já pensou na pobreza do nosso país???
De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2007 às 13:09
A começar por certos iluminados como o senhor.
De António a 9 de Fevereiro de 2007 às 02:45
Sem querer ser simpático, tenho uma grande admiração por Álvaro Cunhal, pelo exemplo que deu a estes mediocres com a Classe e Convicção com que fazia Política.
Não sabia o tema da tese, mas creia que vou tentar arranjá-la, pois será um prazer ver como é que ele defendeu uma lei sobre o Aborto nos anos 30, quando esta actividade foi totalmente proibida na Russia em 27 de Junho de 1936, só vindo a ser permitida em 23 de Novembro de 1955.
Claro que ele era um génio, mas desobedecer desta forma aos principios politicos dos patrões, chiça!
É curioso ter aderido ao PCP em 1936, ano da proibição do aborto na Russia...
Sobre a lei, poderá consultar o site das Nações Unidas e pesquisar "COUNTRY PROFILES" - "RUSSIA-FEDERATION" - "BACKGROUND".
http://www.un.org/esa/population/publications/abortion/
De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2007 às 02:59
É boa!
Fui ver e é verdade.
Isto é que eu sou BURRO.
AH Grande Pedro! arre! arre!
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 03:04
eu não disse isso se calhar escrevi mal...o que eu disse é que a igreja é tão a favor da vida que se esquece dos crimes que cometeu no passado...você têm a qualidade de pôr palavras onde elas não existem ,porque eu não disse nada disso ,você não deve é saber ler...
De pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 03:07
olhe se calhar sei mais de história que o senhor visto estar a tirar o curso de direito na faculdade de direito de lisboa e ter neste momento média de 16..
De Monteiro a 9 de Fevereiro de 2007 às 03:16
Caro Pedro
Tréguas!
Parabens pela média que está a conseguir.
Acredite que quanto mais as pessoas se gabam, mais fácil é cairem em ridiculo.
Tenho 45 anos, duas licenciaturas na área de Ciências e acabei o PhD há cinco anos.
Considero-me ignorante em História, mas gosto bastante de pesquisá-la.
Acredito que saiba infinitivamente mais que eu nesta área.
Espero que apenas seja um ligeiro engano seu o confundir a tese de licenciatura com a de Doutoramento...
Sobre a tese do Dr Cunhal, só quero ajudar com uma pequena correcção. A tese classificada com 16 valores foi apresentada em 1940, foi a tese de Doutoramento e não a de Licenciatura.
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 16:46
Para já foi tese de licenciatura sim senhor aliás como disse e bem Odete Santos no programa "O Maior Português"se não sabe procure eu tb procurei...
De Monteiro a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:52
Em 1940, Cunhal é escoltado pela polícia à Faculdade de Direito, onde apresenta a sua tese de doutoramento, sobre a temática do aborto e a sua despenalização o que era já alvo muito avançado para a época em questão. Apesar do ambiente pouco propício, a sua tese foi classificada com 16 valores (num máximo de 20 possíveis).

http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81lvaro_Cunhal

Também achei estranho, pois não sabia que o dr Cunhal se tinha Doutorado, mas este é o texto publicado na WIKIPEDIA. Acredito que esta enciclopédia também seja ignorante para os seus padrões de conhecimento...
De pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 18:08
não sabia e peço de facto desculpa pelo erro ,pensava que tinha sido tese de licenciatura aliás como referiu Odete Santos no tal programa do"grande português"ou coisa que o valha...obrigado pela informação,grato pela sua atenção..
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 03:03
Salvo erro fez a tese na prisão e veio defende-la com escolta da guarda prisional na faculdade de direito..foi deverás a tese brilhante que os cativou...Cunhal era uma mente brilhante e fascinante ao nível dos melhores dirigentes politícos que tivemos .É muito boa e aconselho deve procurar nas livrarias ,mas deve ser fácil de encontrar também num alfarrabista...
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 03:09
Álvaro Cunhal ainda não tinha aderido ao PCP na altura da sua tese...
De Monteiro a 9 de Fevereiro de 2007 às 03:21
Oh Pedro
Se calhar é sono.
O Dr Cunhal aderiu ao PCP em 1931, entrou para o Comité Central em 1936 e apresentou a tese em 1940!
Peço desculpa por há pouco dizer que ele tinha aderido ao PCP em 1936. Aqui fica a correcção!
De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2007 às 10:26
jÁ AGORA O SR MONTEIRO E O SR PEDRO NAO QUEREM TB MEDIR O TAMNANHO DO "COISO"????? ESTAO TAO OCUPADOS EM MOSTRAR O QUE SABEM QUE JA SE ESQUECERAM QUE O TEMA AQUI É O ABORTO
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 18:11
têm a certeza que aderiu ao pCp em 31?em que anos é que ele foi maqueiro na guerra civil de Espanha?é que eu não sei de facto em que altura aderiu ao Pcp...obrigado pela informação
De eduardop. a 9 de Fevereiro de 2007 às 11:39
António,
Este país ainda tem génios...
Você, Cunhal, outros...
Trazer para o dia de hoje uma dialéctica que, quase, já tem um século é de uma pobreza argumentativa extraordinária...
Os do SIM, ou vão à Idade Média, ou ao passado...Não são Homens e Mulheres do FUTURO!
A CIÊNCIA está do lado dos que ACREDITAM na VIDA!
De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2007 às 12:17
POr isso e que os cientistas inventaram a bomba atomica e certos virus ... Por gostarem tanto da vida...

De qq das formas os do SIM ??? Idade Média ??? e os do Não que se prendem a regras religiosas e outras mais ?

E que tal se Discutissem sem proferir outras pessoas ou religioes??

O que é que voçes Pensam Sobre o assunto???

Parem de discutir sobre coisas parvas ... o Alvaro cunhal até ja morreu... digamos que para ele o Aborto ja nao interessa...
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 16:49
A ciência esta tanto do lado da vida que diz que o sistema nervoso do feto às 11 semanas não está completamente formado ,logo não sente dor...
A ciência nem inventou bombas quimícas,nem nucleares,nem vírus...Quanto ao insulto de direitazinha de vir dizer que o tema não é actual leia a tese e esteja calado....
De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:03
Sou a favor do SIM tanto como o sr, já estou é farta de ler sobre o sr alvaro cunhal,
A ciência nem inventou bombas quimícas,nem nucleares,nem vírus...???? ta a passar-se ? Posso nao ter lido a tese do Cunhal mas li outras coisas e esta a dizer que a ciencia nao inventou o que esta referido acima? foi obra de quem ??? peque nos termos usados pelo sr cunhal e disserte um pouco sobre isso... e ja agora diga a sua openiao formal sobre o aborto e nao a de outra pessoa... ja nao basta os do NAO ... faltava o sr com essas conversas a mostrar o canudo
De PEDRO a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:26
EU ESTOU A DIZER É QUE A CIENCIA INVENTOU!!!ESTOU A SER IRÓNICO ,SÓ QUE ISTO ESCRITO ASSIM REALMENTE NÃO PARECE DESCULPE...
De PEDRO a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:40
É ASSIM CÁ VAI A MINHA OPINIÃO:
1ºPORTUGAL É UM PAÍS POBRE E CONTINUA A SÉ-LO DESDE À MUITOS ANOS PARA CÁ,LOGO COMO É QUE AS MULHERES GRAVIDAS POBRES VÃO CRIAR UMA CRIANÇA NESTE PAÍS
2ºTODOS OS MÉDICAMENTOS PREVENTIVOS DA GRAVIDEZ CUSTAM DINHEIRO E NÃO É POUCO,COMO VAI UMA MULHER QUE NÃO TEM DINHEIRO PARA COMER COMPRA-LOS
3ºA MULHER NÃO É CRIMINOSA POR QUERER ABORTAR
4ºO SEXO NÃO É SÓ PARA A CONCEPÇÃO COMO VEM OS CATÓLICOS AFIRMAR E TODA A GENTE SABE
5ºA ENTREVISTA SOBRE A MÉDICA QUE ESTAVA GRÁVIDA E TINHA CANCRO (8SEMANAS DE GRAVIDEZ)E QUERIA ABORTAR E PEDIU PARA O FAZER E FOI REJEITADO TRÊS VEZES PELOS MÉDICOS IMPEDIRAM-NA DE FAZER QUIMIOTERAPIA E ENTÃO EM VEZ DE MORRER UMA MORRERAM DUAS PESSOAS,OS MÉDICOS QUE PORIBIRAM O ABORTO AFIRMARAM TER QUESTÕES DE ÉTICA PARA O NÃO PRATICAR,COMO É QUE FOGEM À LEI QUE PERMITE A PRÁTICA ATÉ PARA LÁ DAS 8SEMANAS NÃO É COMPRIDA?????E NÃO SE CONDENAM OS MÉDICOS QUE FUGIRAM À LEI...
6ºNÃO QUEREM O ABORTO FAÇAM COMO A IRLANDA QUE PROVIDENCIA SUBSIDIOS AS FAMILIAS CARENCIADAS QUE QUEREM TER UM FILHO
7ºO PORQUÊ DE SER NÃO QUANDO SE SABE QUE SE VAI A ESPANHA E FAZ-SE????
8º O NOSSO PAÍS É MUITO POBRE E AINDA VIVE SUBSERVIENTE DA IGREJA ,SENDO A REPÚBLICA UM ESTADO "DITO"LAICO E SEM RELIGIÃO .
9º O PORQUE DE EM ALGUNS CASOS DE VIOLAÇÃO OS MÉDICOS REJEITAREM-SE A FAZER O ABORTO EM PORTUGAL???ALIAS HOUVE UMA MULHER QUE FOI VIOLADA E TENTOU FAZER UM ABORTO LEGAL E OS MÉDICOS REJEITARAM O PEDIDO TEVE DE FAZER UM ABORTO NUM VÃO DE ESCADA E CORRER PERIGO DE VIDA E FOI DEPOIS CONDENADA POR UM TRIBUNAL
10ºNUM PAÍS CIVILZADO E EM PLENO SÉCULO 21 COMO É POSSÍVEL UMA MULHER SER OPERADA NUM VÃO DE ESCADA ,TRATADA COMO UMA CRIMINOSA E A SUA VIDA SER POSTA EM CAUSA SÓ PORQUE O PAÍS E A IGREJA VEEM NISSO UM CRIME????PARECE QUE VIVEMOS NA IDADE MÉDIA ONDE TINHAMOS DE PEDIR TUDO A UM PADRE...
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:54
O não é cego e não vê o que se passa, as mães que disfarçam a gravidez até ao final e depois deitam o bébé ao lixo, as crianças abandonadas pelos pais que acabam de institução pública em instituição sem ninguém que as ame e depois fazerm actos como espancar um transsexual até à morte, as mães sero-positivas que dão à luz filhos condenados, etc...
não se trata apenas de uma questão de poder económico nem desejo de progresso na carreira é toda uma série de problemas que surgem de gravidezes indesejadas, e as crianças são a maior vítima.
De luis v a 9 de Fevereiro de 2007 às 03:04
"Liberalizações

Ao que consta, é possível ultrapassar os limites de velocidade estabelecidos para a circulação em estrada quando nos metemos numa auto-estrada; aqui, o limite passa a ser de 120Km/h.
Para os apaniguados do prof. Marcelo, isto deve querer dizer que as correrias automóveis na via pública se encontram totalmente liberalizadas, num regabofe irresponsável e letal. Isto apesar de o código da estrada indicar claramente os locais onde essas velocidades podem ser praticadas e o limite a partir do qual o condutor se encontra fora da lei.
Como no caso da IVG: esta poderá ser praticada apenas em "estabelecimentos autorizados" e até às dez semanas de gravidez. Mas pronto, talvez seja melhor deixar tudo como está: cada uma aborta onde consegue e sem ligar a prazos."


Luis Rainha
http://zonafantasma.blogs.sapo.pt/
De lastpoet a 9 de Fevereiro de 2007 às 12:52
Boa, o Sr Luis v agora tá numa cruzada de liberalização total. Segundo esta lógica a causa de haver acidentes na estrada é por causa da limitação de velocidade. E os pobres condutores apanhados em excesso de velocidade, a humilhação que têm que suportar ao serem perseguidos pela BT. AHAHAH, você tem piada.

Comparando o aborto até as 10 semanas com o limite de velocidade até 120km/h é mesmo de quem não sabe o que está a dizer. O limite de velocidade serve para as pessoas não o ultrapassarem, serve pra proteger ao condutor, e mais importante os outros que tb circulam na via publica, e mesmo abaixo deste limite o condutor pode ser autuado por conduta impropria. Uma pessoa que pratique 'Velocidade' no limite não está necessáriamente a matar ninguém. Uma pessoa que aborte, mata necessariamente um ser humano.

Daqui a pouco vai-me dizer que se devia tirar a limitação de velocidade nas estradas, porque na realidade há sempre condutores que vão acima do limite, e não é justo estar a condenar os podres condutores por isso, porque os humilha e porque os carros dão todos mais de 120.

Não, pela responsabilidade!
De Maria francisca a 9 de Fevereiro de 2007 às 08:37
Oh Pedro então o seu diagnóstico está feito não é verdade? Quem votar NÃO no referendo é atrasado, fascista, salazarista , retrógrado, católico e burro?
Pois eu tenho 50 anos, uma licenciatura , defendo a vida acima de tudo, o direito de nascer e sempre fui de esquerda veja lá.É natural que assim pense porque o Governo dá o exemplo , não sabe ser isento nem demonstra maturidade suficiente numa questão destas e acha que somos um país retrógrado pq defendemos a vida.
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 16:57
Vocé leu a tese de Álvaro Cunhal sabe porque ele defendeu o aborto???não será pelo nosso país continuar a ser pobre e atrasado???não será pelo elevado preço dos medicamentos preventivos da gravidez???não será pela falta de dinheiro das familias portuguesas e do estado para sustentar crianças????
O nosso país é dos mais atrasados da Europa e vai estar na cauda ,enquanto os politicozinhos como o senhor Socrátes não olharem para o que é mais importante ...
Não é o Tgv que é importante é sim a educação,olhe para a Irlanda que era mais pobre que o nosso país e que evoluiu à custa da educação...
Não querem aborto façam como a Irlanda que dá subsidios às familias com mais filhos...
Porque tem as mulheres de ser tratadas como criminosas ???quando se calhar não tem dinheiro para comer quanto mais para sustentar um filho???
Viu a entrevista da médica que estava grávida e tinha um cancro e estava com 8 semanas de gravidez e que pediu para fazer o aborto e por três vezes foi recusado pelos seus colegas por questôes de ética???
Por um Portugal Melhor VoTa SIM
De Feliciano a 9 de Fevereiro de 2007 às 10:13
Ó Dra. Maria Francisca então a Sra. Dra. é pelo direito à vida, qual vida? Secalhar é por ser Dra. que assim pensa, então e se não fosse Dra.? Já agora em resposta ao DR. com duas licenciaturas o chapéu também lhe pode servir. É muito Dr. começando no Prof. DR. "Martelo" e acabando em todos os que se pavoneiam neste espaço "blogista", que belo país este, secalhar temos que fazer um interregno nas universidades e mantê-las fechadas durante uns anos para diminuir o nº de Dr's. Naturalmente os portugueses vão votar favoravelmente pela despenalização da interrupção voluntária da gravidez´outro tipo de resposta ao referndo não é compreensivel numa sociedade moderna e evoluida, a não ser...
De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2007 às 10:27
... a não ser que os muitos portugueses que ainda não se decidiram tenham a lucidez de perceber o que realmente está em causa e não se deixem levar em conversas. Tenhamos esperança nisso e no futuro, porque uma sociedade sem esperança que só encontra na morte a solução para os seus problemas é uma triste sociedade destinada a acabar tristemente...
Em nenhuma sociedade, em nenhuma época, a decisão pela morte arbitrária de outros seres humanos conduziu ao progresso, mas sim ao retrocesso na conquista dos mais elementares direitos humanos, ao desalento e a mais morte e mais sofrimento.
De Joaquim a 9 de Fevereiro de 2007 às 11:27
Os ditos defensores da "vida" nada dizem nem nada fazem em defesa das inúmeras vidas perdidas por inocentes, nas guerras patrocinadas pelos americanos, e vêm agora falar na defesa da vida: Pois lhe digo ninguém que vota SIM é a favor do aborto. Somos sim contra o aborto clandestino, a humilhação das mulheres, coisa que as propostas hipócritas de última hora dos defensores do direito à "vida" nada resolvem
De lastpoet a 9 de Fevereiro de 2007 às 13:07
Irrelevante! Acusações sem margem de prova possivel não abonam a seu favor nem da causa que defende.

De Joaquim a 9 de Fevereiro de 2007 às 14:08
Só gostava que me responde-se a uma questão:
mantendo inalterada a lei, o aborto clandestino resolve o quê. De si não preciso de lições de vocabulário.
De lastpoet a 9 de Fevereiro de 2007 às 14:33
Responda-me, nos países onde o aborto é legal, deixou de haver aborto clandestino? Responda, mas não o faça sem provas concretas.
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:00
Exactamente ninguém a favor da despenalização é a favor da morte dos fetos...Porque tem as mulheres de ser tratadas como criminosas ???quando se calhar não tem dinheiro para comer quanto mais para sustentar um filho???
Viu a entrevista da médica que estava grávida e tinha um cancro e estava com 8 semanas de gravidez e que pediu para fazer o aborto e por três vezes foi recusado pelos seus colegas por questôes de ética???
Por um Portugal Melhor VoTa SIM
De eDUARDOp. a 9 de Fevereiro de 2007 às 10:55
O insulto não é um progresso civilizacional!
Nem todos são pequeninos!
(Ex. Teresa de Calcutá, JPauloII , M.Kolbe ...) Felicidades.
De fcalves a 9 de Fevereiro de 2007 às 11:17
Um comentário sobre a licenciatura de Cunhal ou sobre o aborto?
1.ª 16 valores não é considerada uma classificação brilhante, pois não atingiu sequer o 1.º escalão do Muito Bom (17 valores);
2.º Já se sabe que Cunhal continua a ser uma refgerência, mas, francamente, para apenas uma faixa populacional votante entre 5 e 7%;
3.º há lições que não se recebem, vindas de quem vêm, pois, compreendam de uma vez por todas, e como acaba de ser mais uma vez demonstrado no Forum Jurídico da Universidade do Porto, a vida inicia-se com a concepção. De facto, cientificamente, Cunhal não possuia, à data, quaisquer técnicas científico-laboratoriais em que pudesse apoiar a sua "teseszinha";
4.º Os "os catolicozinhos e os meninos e meninas de direita" têm exactamente os mesmos direitos de cidadania que tem o autor do Post! Ou acha que não?
Nunca julguei que a ideologia comunista fosse xenófoba! Afinal, é-o! E saiba, orgulho-me de ser CATÓLICO, sem qualquer conotação de zinho ou zinha! Aliás, psicaniticamente falando, se o Autor usa o diminutivo zinho, deve ter alguma razão para tal!
De Joaquim a 9 de Fevereiro de 2007 às 11:36
Tem os mesmos direitos de cidadania sim senhora, algo que os defensores do NÃO tentam sonegar a quem diferente pensa deles. Eu sou a favor da vida, mas sou acima de tudo defensor das mulheres, que em situações de desespero decidem abortar. Mas vamos dar a essas mulheres condições de aconselhamento, para em muitos casos tentar evitar ditos aborto, mas proporcionar-lhes também condições dignas quando mesmo assim decidem avançar para a IVG . A senhora talvez não tenha ficado nada preocupada com as "vidas humanas" perdidas nas guerras que hoje em dia proliferam por esse mundo fora, e que a DIREITA portuguesa aprova sem pestanejar.
De lastpoet a 9 de Fevereiro de 2007 às 13:02
Não caia em contradição Sr Joaquim: Quem quer 'sonegar' algo são os defensores do 'Sim', pois a vós está a ser dada a possibilidade de votar, de argumentar, de exercer democracia. O que não acontece com o feto antes das 10 semanas, que vocês querem dar a designação de 'quisto no utero da mulher'.

Aqui fica uma definição para sua educação:
Sonegar:
de so + negar < Lat. subnegare
v. tr.,
ocultar objectos, deixando de descrevê-los ou mencioná-los nos casos em que a lei exige descrição ou menção;
subtrair, esconder fraudulentamente;
ficar indevidamente na posse de.
De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2007 às 13:16
Esclareça-me: a culpa das guerras no mundo (todas) é da direita? O tema aqui não é o referendo?
De PEDRO a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:43
NÃO É???DIGA-ME ACTUALMENTE UMA GUERRA PROMOVIDA POR UM PAÍS DE ESQUERDA OU COMUNISTA???
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:16
1º na altura não havia classificação de Muito Bom
2ºCunhal foi tratado como chefe de estado pela URSS e viu o funeral de Cunhal???estavam lá bem mais pessoas do que vão estar no funeral de Soares...a faixa populacional votante entre 5 e 7%não tem haver com o facto de ter sido um grande homem para este país e secretário geral do único partido da oposição ao regime fascista
3º o feto não tem o sistema nervoso central completamente desenvolvido às 11 semanas logo não sente dor...pesquise mais vai saber que é verdade...
4ºO AUTOR DESTE TEXTO NÃO É CONTRA A IGREJA CATÓLICA É SIM CONTRA OS SEUS IDEIAS POR EXEMPLO:
1ºDE NÃO SE PODER USAR PRESERVATIVO
2ºDO SEXO SER SÓ PARA A CONCEPÇÃO
3ºDOS LUXOS E DAS RIQUEZAS QUE A IGREJA TEM COMPARADO COM A POBREZA DOS SEUS FIEIS EM TODO O MUNDO
4ºALGUMA VEZ JESUS CRISTO ERA OPULENTO EM TERMOS DE RIQUEZA ???
5ºA IGREJA ENRIQUECEU À CUSTA DAS CRUZADASE À CUSTA DOS SAQUES...OS CRUZADOS NÃO PASSAVAM DE SAQUEADORES E A IGREJA NUNCA PEDIU DESCULPAS PELO FACTO
6ºFIZERAM A INQUISIÇÃO E SÃO A FAVOR DA VIDA...OLHEM PARA O PASSADO
7º O PORQUÊ DE EM PORTUGAL E DE NOUTROS PAÍSES CATÓLICOS ROMANOS SE MANTER A MISSA EM LATIM NOS ATÉ AOS ANOS 30...SERÁ PARA OS FIEIS SE MANTEREM NA IGNORANCIA???PORQUÊ É QUE NOS PAÍSES PROTESTANTES A EVOLUÇÃO E EDUCAÇÃO E O GRAU DE ANALFABETIZAÇÃO É MAIOR???
8º SER COMUNISTA NÃO É SER XENOFÓBO ,NÓS ACEITAMOS PESSOAS DE TODAS AS SEITAS,A RELIGIÃO CATÓLICA NÃO PASSA DE UMA SEITA,ACEITAMOS A EXISTENCIA DE HOMOSEXUAIS E A PROLARIDADE RACIAL AO CONTRÁRIO DA IGREJA CATÓLICA QUE PROPORCIONOU AS CRUZADAS E A INQUISIÇÃO E QUE NADA FEZ PARA CONTRARIAR O HOLOCAUSTO(LEIA O LIVRO "O PAPA DE HITLER "DAS EDIÇÕES TERRAMAR)
De Carla a 9 de Fevereiro de 2007 às 11:24
Os partidários do Não têm referido várias vezes que neste referendo está em causa uma liberalização do aborto, e não uma despenalização. Repito quantas vezes forem necessárias: não é verdade. Permitam que vos explique a diferença (que deveria ser óbvia).
Se o que estivesse em causa fosse uma liberalização estar-se-ia a dizer o seguinte: podem fazer os vossos abortos em qualquer sítio (mesmo no vão de escada), pode ser qualquer pessoa a fazê-lo, por qualquer preço, a qualquer altura da vossa gravidez, que não são penalizadas. Não é isso que está em causa no referendo; se fosse, a pergunta acabaria na primeira vírgula. A pergunta do referendo apresenta linites e condições para que ele se realize: por opção da mulher (como diz Vasco Rato, deveria ser por opção de quem?), até às 10 semanas (após as dez semanas já será crime), em estabelecimento de saúde legalmente autorizado (fora desses locais continuará a ser crime). Isto é para mim, bastante claro.
Que fique bem claro: eu não faria um aborto. No entanto, não me parece que tenha qualquer direito de julgar e condenar quem o faz. A lei actual já existe há várias décadas, e não dissuadiu nenhuma mulher de fazer um aborto. E se o Não ganhar, continuará a a não dissuadir.
De Monteiro a 9 de Fevereiro de 2007 às 12:59
Cara Carla
Liberalizar é tornar livre
Depois num país civilizado há regulamentos para as actividades.
A Medicina em portugal é uma actividade liberal, mas apenas pode ser realizada por médicos em clinicas legalizadas.
A pergunta à qual eu recuso responder, vou-me abster não deixa opção.
- Ou liberaliza Ou Mantém como está.
Eu sou contra ambos.
Se consultar a legislação que tantos falam sobre a liberdade do aborto nos outros paises europeus, terá uma surpresa.
Na generalidade há uma diferença enorme na lei em relação à nossa. Além das situações previstas na lei Portuguesa, também as condições socio-económicas da mulher são consideradas para permitir o aborto.
O aborto a pedido (livre) é apenas permitido em 8 entre 19 países da Europa(tal como nos habituámos a ela- antiga europa ocidental).
Nestes países, com excepção da Itália (e este país espero que ninguém considere como exemplo a seguir) as mulheres utilizam métodos anticoncepcionais de forma generalizada. 69%na Noruega até 78% na Dinamarca. Com esta evolução na educação sexual, efectivamente não vejo motivo para ilegalizar o aborto.
Em Portugal apenas 33% das mulheres se "protegem" com métodos modernos.
Há um enorme risco de utilização do aborto como metodo contraceptivo, que, como sabe, é uma situação considerada inaceitável por todas as correntes de pensamento modernas em todo o mundo (excepto China e aqui a utilização de contraceptivos é usada por 83% das mulheres).
~Estes valores são das Nações Unidas sem filtragem do BE ou da Igreja Católica.
http://www.un.org/esa/population/publications/abortion

Assim, prefiro um referendo não vinculativo que obrigue esta cambada do Parlamento a trabalhar e todos os intelectuais que apareceram a dar a cara pelos SIM e pelos NÃO a juntar-se em campanhas de transformação de mentalidades para um dia,não sei daqui a quantoa anos, também Portugal possa ter liberdade.
Espero que desta vez se mantenham activos e trabalhem.
O que vi desde o outro referendo foi o pior exemplo. Nenhum trabalho construtivo fora de algumas experiências escolares propostas pelos diversos Governos.
Não notei que o Dr Francisco Louçã ou o Dr Marcelo R. Sousa tentassem algum acto de cidadania que pudesse contribuir para alguma evolução educacional no País.
Dou estes exemplos por serem mais mediáticos. Os outros, eu incluido, fomos IGUAIS a eles.

De jl Viana da Silva a 9 de Fevereiro de 2007 às 11:55
o.k.

Está a sugerir a adopção dogmática da tese de Cunhal!

Mas a tese tem mais de 60 anos, evoluiu ciência, e muita filosofia nova surgiu no pós II Guerra Mundial, e surgiram também os Direitos Humanos... Cunhal não os conheceu!...

Portanto, tem valor mas nos contextos do seu tempo!... E o regime Salazarista era o quê?! Preocupava-se com alguma forma de vida, por acaso?!
(16 valores, se tivesse tido 10!!!!!!!!!)
De PEDRO a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:20
1º na altura não havia classificação de Muito Bom
2ºCunhal foi tratado como chefe de estado pela URSS e viu o funeral de Cunhal???estavam lá bem mais pessoas do que vão estar no funeral de Soares...a faixa populacional votante entre 5 e 7%não tem haver com o facto de ter sido um grande homem para este país e secretário geral do único partido da oposição ao regime fascista
3º o feto não tem o sistema nervoso central completamente desenvolvido às 11 semanas logo não sente dor...pesquise mais vai saber que é verdade...
4ºO AUTOR DESTE TEXTO NÃO É CONTRA A IGREJA CATÓLICA É SIM CONTRA OS SEUS IDEIAS POR EXEMPLO:
1ºDE NÃO SE PODER USAR PRESERVATIVO
2ºDO SEXO SER SÓ PARA A CONCEPÇÃO
3ºDOS LUXOS E DAS RIQUEZAS QUE A IGREJA TEM COMPARADO COM A POBREZA DOS SEUS FIEIS EM TODO O MUNDO
4ºALGUMA VEZ JESUS CRISTO ERA OPULENTO EM TERMOS DE RIQUEZA ???
5ºA IGREJA ENRIQUECEU À CUSTA DAS CRUZADASE À CUSTA DOS SAQUES...OS CRUZADOS NÃO PASSAVAM DE SAQUEADORES E A IGREJA NUNCA PEDIU DESCULPAS PELO FACTO
6ºFIZERAM A INQUISIÇÃO E SÃO A FAVOR DA VIDA...OLHEM PARA O PASSADO
7º O PORQUÊ DE EM PORTUGAL E DE NOUTROS PAÍSES CATÓLICOS ROMANOS SE MANTER A MISSA EM LATIM NOS ATÉ AOS ANOS 30...SERÁ PARA OS FIEIS SE MANTEREM NA IGNORANCIA???PORQUÊ É QUE NOS PAÍSES PROTESTANTES A EVOLUÇÃO E EDUCAÇÃO E O GRAU DE ANALFABETIZAÇÃO É MAIOR???
8º SER COMUNISTA NÃO É SER XENOFÓBO ,NÓS ACEITAMOS PESSOAS DE TODAS AS SEITAS,A RELIGIÃO CATÓLICA NÃO PASSA DE UMA SEITA,ACEITAMOS A EXISTENCIA DE HOMOSEXUAIS E A PROLARIDADE RACIAL AO CONTRÁRIO DA IGREJA CATÓLICA QUE PROPORCIONOU AS CRUZADAS E A INQUISIÇÃO E QUE NADA FEZ PARA CONTRARIAR O HOLOCAUSTO(LEIA O LIVRO "O PAPA DE HITLER "DAS EDIÇÕES TERRAMAR)
9º CUNHAL FOMENTOU SEMPRE A DEMOCRACIA .O PCP FOI O ÚNICO PARTIDO DA OPOSIÇÃO QUE LUTOU PELA DEMOCRACIA...
De jl Viana da Silva a 10 de Fevereiro de 2007 às 15:14
Pedro:

1º Eu não sou o Papa! E, também, tudo que diz é demagogia... Sem Igreja católica a história seria diferente?! Inquisição?! (Hitler-Judeus) Percebe?!! Não perecebe de história... Não tinha 16, nem 10... negativa...

2º A igreja católica pode ajuadar a ver que existe um ser humano como os outros onde o senhor e muitos não vêm... Zigoto, embrião, feto!... Claro!

3º O protestantismo contribuiu para acabar com o analfabetismo... E em Portugal alguém se preocupa com iliteracia ou baixos níveis culturais?! Ninguém, nem esquerda, nem direita. Gostam todos muito é de gente pouco culta para andarem com eles, como ovelhas, em corroceis socio-politicos!

4º Ah! Eu sou racionalista! E se quiser apostar em como o aborto não é futuro e será olhado como um "holocausto" aposte comigo o que quiser!

5º Apreciei sempre Cunhal, e isso não quer dizer que na questão do aborto ele esteve bem!...

(Que idade tinha Cunhal quando apresentou a tese?! Porventura, fez serviço ao fascismo sem ter consciência disso!)

(se se lembrar de Salazar e igreja católica não esqueça que a igreja foi usada por salazar não o contrário)

Tente perceber melhor o que é um ditador!!! (Não imagine salazar um católicosinho... Não! :)

De luis v a 9 de Fevereiro de 2007 às 13:32
verdade e mentira dos números
http://sim-referendo.blogspot.com/2007/02/verdade-e-mentira-dos-nmeros.html

A despenalização NÃO aumenta necessariamente o número de bortos. Veja no link acima os dados do Eurostat referentes a diversos países. Há países em que aumentou, outros em que desceu, e ainda outros em que se manteve estável.

Se em alguns casos se nota uma subida nos primeiros anos, é preciso ter em atenção que é período de transição entre a proibição e a despenalização. É o período da perca do medo, da obtenção de informação, do descobrir finalmente os reais números dos abortos ANTES da despenalização.

O "não", como já tem sido dito muitas vezes, não defende vida nenhuma, apenas uma moral individual.

Proteja-se as mulheres porque sabemos que uma grande percentagem delas estavam a usar contracepção e mesmo assim engravidou.
De luis v a 9 de Fevereiro de 2007 às 13:35
Saiba-se ainda que alguns destes países tem de suportar os números das mulheres que vão interromper a gravidez vindas de países como Portugal, em que existe uma proibição.
De Patrícia Marques a 9 de Fevereiro de 2007 às 13:56
Tive o cuidado de observar com relativa atenção o gráfico que referenciou e curiosamente também observei que os países em que o número de abortos aumentou ou se mantiveram praticamente inalterados são curiosamente os países com os quais os apoiantes do sim se querem comparar, senão repare dou-lhe alguns dos nomes dos países em que o que eu referi se passou, Bélgica, Dinamarca, Grécia, Espanha, Reino Unido, Suécia , Finlândia, Holanda, Espanha pois eu nunca ouvi falar em comparações com os países que realmente no gráfico do Eurostat mostram uma baixa significativa como por exemplo Estónia, Lituânia , Republica Checa, Hungria, Eslovénia, e Bulgária.
PORQUE SERÁ?

Comentar post

.NÃO

-Reacção de Marques Mendes(SIC)

-Reacção de Ribeiro e Castro(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo Não(SIC)

.links