.SIM

-Reacção de José Sócrates(SIC)

-Reacção de Jerónimo de Sousa(SIC)

-Reacção de Francisco Louçã(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo SIM(SIC)

-Especial SIC
Últimas notícias
O Referendo nos Blogs

.posts recentes

. (sem assunto)

. ...

. Bom dia..

. ...

. apoio monetário

. ...

. despenalização do aborto

. Promulgação do Presidente...

. Vigarice

. concordo

.arquivos

. Novembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. aborto

. abstencao

. casal

. celulas

. choro

. condições

. coragem

. crianças

. crime

. debates; sic; aborto

. democracia

. deputados

. desabafo

. despenalizacao

. despenalização

. despenalizado

. despenalizar

. direito

. duvida

. escravatura

. espanha

. estado

. familia

. feto

. governo

. hipocrisia

. igreja

. infértil

. ivg

. jose policarpo

. justica

. legislacao

. menino

. moralista

. morte

. mulheres

. opiniões

. parlamento

. pena morte

. politicos

. portugueses

. ps

. referendo

. vergonha

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds

Participe
Envie a sua mensagem para aqui.


Sexta-feira, 9 de Fevereiro de 2007

COMO CHEGÁMOS A ESTE PONTO?

*

«Caímos tão fundo que atrever-se a proclamar aquilo que é óbvio se
transformou em dever de todo o ser inteligente» George Orwell



Hugo Pinto

http://simvidanaoaborto.blogspot.com
*
publicado por comunidade às 16:47

link do post | comentar | favorito
|
11 comentários:
De Responsabilidades a 9 de Fevereiro de 2007 às 18:26
Eu Gostarei de assumir as responsabilidades espirituais de votar "NÃO". Desde já desejo e peço a Deus que as responsabilidades de deixar nascer uma vida possam cair sobre mim...
Agora se os adeptos do "sim" forem tão certos de estarem certos, também podem desejar desde já e pedir a Deus que as responsabilidades de retirar a vida ao feto (criancinha no seu estado mais frágil), possa recair sobre eles... façam isso... em vez de virem para os blogs com os vossos argumentos, peçam ao universo que faça recair sobre vocês essa responsabilidade... Certamente que se estiverem certos irão cair boas coisas.


De kavkaz a 9 de Fevereiro de 2007 às 18:35
Portugal caíu fundo porque tem uma lei moribunda que manda prender as mulheres.

Vote SIm para sair do fundo da Europa !

O Não é que atira as mulheres para o fundo. Estes últimos oito anos do Não o mostram claramente.

Portugal só pode sair do fundo votando SIM !

É dever de todo o ser inteligente votar SIM !

Só os burros é que Não saem do mesmo !
De Hugo Pinto a 9 de Fevereiro de 2007 às 18:40
Como é que se responde a um burro?
Impossível!
De kavkaz a 9 de Fevereiro de 2007 às 18:42
Responde-se assim:

O secretário-geral do PS, José Sócrates, gravou hoje uma mensagem vídeo em que frisa não estar na campanha para derrotar ninguém e em que o seu único adversário é a prática do aborto clandestino em Portugal, noticia a agência Lusa.

Com cerca de um minuto, o vídeo de José Sócrates está disponível no site oficial do PS e apresenta tradução simultânea para linguagem gestual.

«Estamos no final da campanha e chegou portanto o momento de tomar decisões. Mas gostaria de deixar um ponto absolutamente claro: não estou nesta campa nha para derrotar ninguém, estou nesta campanha para derrotar o aborto clandestino», declara o líder dos socialistas.

José Sócrates afirma-se depois «honestamente convencido» de que só mudando a actual lei sobre aborto é que Portugal poderá garantir «condições de saúde e dignidade para as mulheres e reduzir o número de interrupções voluntárias da gravidez no país».

«O que eu desejo é que, dizendo sim a esta mudança, sejamos capazes de construir um novo consenso social - um consenso entre as convicções, a liberdade e a responsabilidade de cada um», sustentou.

Na sua mensagem, o secretário-geral do PS faz também alusão à sua defesa da figura do referendo como única forma de se alterar a actual lei penal sobre o aborto.

«Sempre fiz questão de dar a palavra aos portugueses e sempre me bati para que a sua vontade fosse respeitada. O meu apelo é que todos votem, todos participem, para que todos possamos construir um país melhor», salienta o líder socialista.
De Hugo Pinto a 9 de Fevereiro de 2007 às 18:51
Cita o Sr. Primeiro Minstro, mas isso não me impressiona minimamente.

Está mais que provado que a liberalização do aborto não extingue e nem sequer diminui o aborto clandestino.
Quanto à cantiga da liberdade e responsabilidade, o conceito de liberdade de uma sociedade democrática assenta na permissa "A liberdade de um indivíduo termina onde começa a liberdade de outrem". Se alguém não quer funcionar assim, está equivocado no país. Mude-se para um onde exista um regime de tirania (ainda existem muitos).
De kavkaz a 9 de Fevereiro de 2007 às 19:14
O referendo não propõe a liberalização do aborto, ao contrário do que falaciosa e falsamente diz.

Liberalização do aborto significaria que qualquer mulher pudesse fazer o aborto quando quizesse.

No referendo apresenta-se um prazo estudado, justo e bem delimitado: 10 semanas.

O nome certo é DESPENALIZAR, pois a lei penaliza com prisão até 3 anos.

Você mostra perceber mal este assunto tão importante.

Os meus cumprimentos.

P.S. Não tenho de me mudar de Portugal a seu mando. Perca as ilusões. Os salazaristas é que foram corridos de Portugal em 1974. Bem o mereceram !
De Hugo Pinto a 9 de Fevereiro de 2007 às 19:29
Será possível tanta insensatez?
O que está em causa é a liberalização, por isso foram rejeitadas todas as propostas de despenalização.
Claro que estamos a falar de liberalização até às 10 semanas. Não pensei que tinha que referir o prazo por ser tão óbvio. Para bom entendedor meia palavra basta, mas pera que não é bom entendedor...
De Anónimo a 10 de Fevereiro de 2007 às 10:21
Que discurso tão politicamente correcto! Mas o que está por detrás dele é que conta; o que o primeiro-ministro faz é camuflar habilmente com o seu doce discurso a liberalização da morte de milhares de vidas humanas em desenvolvimento para dar liberdade total de opção às mulheres. E isso, por muito que pinte o cenário de cor-de-rosa, continua a ser inaceitável.
Diz ele que não quer derrotar ninguém; mas não é verdade que isso não aconteça. Com a sua defesa do «sim», ele não só derrota a verdadeira dignidade da mulher, que só se alcança mediante uma sexualidade responsável, mas também condena à morte, virando-lhes a cara, qual Pilatos, milhares de seres humanos indefesos, que não são ouvidos nem achados nesta questão apesar de serem a sua parte mais lesada.
De Cesar Sousa a 10 de Fevereiro de 2007 às 18:36
Qavkaz o seu comentário é insultuoso e intolerante. Fica-lhe mal falar dessa maneira e denigre os apoiantes do "Sim". Felizmente que nem todos os apoiantes do"Sim" pensam assim.
De kavkaz a 10 de Fevereiro de 2007 às 20:41
César Sousa

O seu comentário é intolerável:

1º É feito hoje, sábado, quando já terminou a campanha eleitoral ! Você é muito abusador !

2º O César Sousa Não tem categoria para falar em nome do SIM ! Os seus textos defendem o Não e é muito abusador da sua parte desejar corrigir-me e raciocionar pretensiosamente o que pensarão os partidários do SIM. Hipócrisia clara de César Sousa !

3º Você Não apresentou argumentos que provassem o que afirmou. Faz até de «vira-casacas», apresentando-se como defensor dos partidários do SIM.

4º Dispenso a sua demagogia !

5º Respeite a lei eleitoral e não envie mais mensagens caluniosas e propagandistas !

AVISO: Hoje é SÁBADO ! É PROIBIDA A CAMPANHA ELEITORAL, César Sousa ! RESPEITE A LEI, César Sousa !
De kavkaz a 11 de Fevereiro de 2007 às 20:26
SSSSSSSSSIIIIIIIIIIIIIIIMMMMMM !!!!!!!!!!!!!!


O SIM GANHOOOOOOOOOUUUUUUUUU !!!!!!

PARABÉNS PORTUGAL !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

VIVA PORTUGAL !!!!!!!!!!!!!!!

Comentar post

.NÃO

-Reacção de Marques Mendes(SIC)

-Reacção de Ribeiro e Castro(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo Não(SIC)

.links