.SIM

-Reacção de José Sócrates(SIC)

-Reacção de Jerónimo de Sousa(SIC)

-Reacção de Francisco Louçã(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo SIM(SIC)

-Especial SIC
Últimas notícias
O Referendo nos Blogs

.posts recentes

. (sem assunto)

. ...

. Bom dia..

. ...

. apoio monetário

. ...

. despenalização do aborto

. Promulgação do Presidente...

. Vigarice

. concordo

.arquivos

. Novembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. aborto

. abstencao

. casal

. celulas

. choro

. condições

. coragem

. crianças

. crime

. debates; sic; aborto

. democracia

. deputados

. desabafo

. despenalizacao

. despenalização

. despenalizado

. despenalizar

. direito

. duvida

. escravatura

. espanha

. estado

. familia

. feto

. governo

. hipocrisia

. igreja

. infértil

. ivg

. jose policarpo

. justica

. legislacao

. menino

. moralista

. morte

. mulheres

. opiniões

. parlamento

. pena morte

. politicos

. portugueses

. ps

. referendo

. vergonha

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds

Participe
Envie a sua mensagem para aqui.


Domingo, 11 de Fevereiro de 2007

Aborto

Boa Noite!

Sou um jovem de 15 anos que tem muito para dizer acerca deste assunto.

Embora para alguns a minha idade nao significar nada, e nem sequer vao olhar para isto.....

No dia 11 de Fevereiro de 2007, por volta das 20.00 PORTUGAL desiludiu-me pela primeira vez.
Perguntei a mim mesmo se um pais que quer evoluir, sair da dita "crise" economica e social em que nos encontramos, diz, nao sua maioria relativa o "SIM" ao aborto??

Hoje em diante, todas as gravidas ou semigravidas, poderao ter a fantástica oprtunidade de abortar? Não é tao querido? Matar o seu proprio filho? E ainda por cima de uma forma gratuita.

Sei tambem que, uma caixa de preservativos ou até mesmo um metodo contraceptipo qualquer tem o seu preço, mas, muitas pessoas preferem comprar tabaco, coisas banais, adereços miseros entre outras coisas, a dar 3 euros e nunca terem de abortar.. É uma realidade!!

Quero dizer tambem que fico extremamento desolado, quando vejo uma associção designado por "Jovens pelo Sim", quando o pais quer ser visto mundialmente. Explicando, como é que, jovens a apoiar a despenalização do aborto, vão conseguir ver o seu pais "andar", se, no futuro, serão eles, eu e até a minha irmã que sofreremos com a consequência de nos confrontarmos com um Portugal com faixa etária idosa, onde as crianças jamais existirão!!!

Por ultimo, quero dizer aos eleitores que votaram "SIM" que pensem nos seus pais, que se tivessem os mesmos ideais que os seus filhos podiam nunca estar presentes neste mundo!

Peço aos jovens da minha faixa etária, que no proximo referendo se faça história, e que o "NÃO" seja visto em todo o mundo como uma referência de Portugal!

Obrigado pela atenção!
publicado por comunidade às 21:45

link do post | comentar | favorito
|
22 comentários:
De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2007 às 21:55
os meus parabéns meu caro jovem,tens mais massa cinzenta do que os 59% que votaram SIM....por certo eles se esqueceram de que se as mães deles fizessem o que eles agora veneram não estariam aqui a esta hora a cantar morte à vida!!!azar vão ter os comerciantes de preservativos
De luis v a 11 de Fevereiro de 2007 às 21:56
Finalmente vai-se poder resolver o problema do aborto clandestino.
Parabéns a todos os que lutaram pelo "sim" de forma honesta e racional. É também uma grande vitória desses dois valores.
De jl Viana da Silva a 12 de Fevereiro de 2007 às 10:21
Racional?! Mas tu és esotérico pá!
De SIM a 11 de Fevereiro de 2007 às 22:01
Sabes o que é isso??? São os teus 15 aninhos filho...Cresce que poderás depois dizer que ...estavas errado com este comentário encomewndado pelos teus papás...
SIM
De MCL a 11 de Fevereiro de 2007 às 22:02
Parece mentira mas vc é de uma rapidez extraordinária, pois em tão pouco tempo consegue escrever tanto, sem dúvida que terá todo o direito de se exprimir, no entanto, os seus sentimentos não correspondem ao que vc diz. Saiba que se está desiludido é bom que faça mais por este País, e, só assim seremos mais e mais unidos e conscientes.

MCL
De César Lamar a 11 de Fevereiro de 2007 às 22:08
Parabéns, cuida-te (porque a vida é uma selva) e continua, daqui a alguns anos vais ser muito necessário ao teu País, é pena haver poucos jovens a pensar como tu.
De ultrasilent a 11 de Fevereiro de 2007 às 22:12
Bom, este post parece-me ridiculo de mais para ser comentado exaustivamente. Sou pouco mais velho que o atur do post. Em relação ao que ele diz sobre os "Jovens pelo SIM" e a projecção que o SIM de Portugal num plano mundial. Ora bem, eu moro na Alemanha desde à 5 meses. Desde essa altura vi três notícias em jornais sobre Portugal. Todas sobre o aborto. Todas sobre o quão católico e atrasado o nosso país é. Quem viu o artigo do New York Times sobre o referendo sabe a imagem que portugal deu nesta campanha. Portugal? Não, especialmente a campanha do NÃO.
Neste post vê-se também que o autor parece achar que abortar é uma coisa muito fácil, que qualquer mulher faz "porque sim". Tão pouca confiança nas mulheres. Vê-se quão atrasados os defensores do não estão...
De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2007 às 22:23
"o autor parece achar que abortar é uma coisa muito fácil, que qualquer mulher faz "porque sim"."

E não é? claro que sim, a esmagadora maioria fá-lo com a maior facilidade e com a maior das leviandades? Fazem um, dois, três, ... "na maior" esta é queé a realidade da maioria dos casos. Traumatizantas? Dah! Existem ... mas são as excepções!
De ultrasilent a 11 de Fevereiro de 2007 às 22:25
Gostava de saber de onde tem as estatisticas ou quantas pessoas conhece que abortaram...
De João a 11 de Fevereiro de 2007 às 22:23
Meu caro, não seja tão rápido a julgar os outros. Eu já estive na Alemanha centenas de vezes, bem como em outros paises da Europa e devo dizer-lhe que apoio o NÃO como também o fazem muitos dos alemães de nascença. Mas também apoio o não ao fumar em locais públicos como se faz na Alemanha, Espanha, Itália e até em alguns dos paises só agora chegados á UE. Mas não deixa de ser interessante que só se compare o avanço em relação ao aborto. Penso que deveria ter oportunidade de passar por mais paises da Europa para ter uma verdadeira ideia do que fala, porque nem tudo o que se lê é verdade e nem tudo o que é verdade se pode publicar. Os interesses económicos são muito mais fortes. Acredite que sei o que digo.
De ultrasilent a 11 de Fevereiro de 2007 às 22:31
Deixe-me dizer-lhe que também sou a favor das outras medidas que enunciou.
Falando de passar por mais países na europa, e do mundo, ou de ganhar contacto com cidadãos no estrangeiro, deixe-me dizer-lhe que participo bastantes vezes em conferências de jovens onde são discutidos problemas politicos. Jovens de todo o mundo. O ano passado em New York e Washington e Oxford. Conheço muitos alemães. Estudantes, professores universitários, professores, um padre, e vários cidadãos comuns. Todos eles a favor, não do aborto em si, mas de essa prática não ser ilegal.
De UrL a 11 de Fevereiro de 2007 às 22:13
Tal como tu, sou também um jovem da tua faixa etária, mas com uma visão completamente diferente da tua.
Então eu vou-te dar um exemplo que se passou dentro do meu núcleo familiar. A minha mãe, até há bem pouco tempo ficou grávida do seu quinto filho, com 45 anos. Agora diz-me uma coisa, achas justo a minha mãe, ter a idade que tem, ter a vida organizada que tem e, mais importante que isto, ter uma série de problemas de saúde, ser acusada de criminosa só por ter tomado a SUA decisão de não ter mais filhos, zelando assim pela sua saúde?! E agora perguntas-me "Então e o que fez a tua mãe?" . . Pois bem, tal como tantas outras mulheres, teve de recorrer a uma clínica em Espanha já que neste nosso fantástico país tal acto é visto como um crime.

E sim, numa coisa concordo ctg, é muito mais fácil se cada um tomar as devidas precauções. Mas não posso concordar com o facto de que, caso haja um descuido, um filho indesejado, a mulher não possa ser livre de escolher se quer avançar ou não com a gravidez. É preferível deixar um filho ao abandono? É preferível deixar criar um filho sem as mínimas condições? É realmente um assunto já muito falado, mas acho que a mulher deve ser livre de escolher se quer ou não ter o filho.

Enfim, acho que hoje se fez ouvir, acima de tudo, a voz da consciência das mulheres e de todos aqueles que lutam por um Portugal melhor!
De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2007 às 22:15
Caro jovem:
Eu tenho a certeza absoluta de que existo porque fui desejada e amada desde o momento da concepção. Os meus filhos também poderão ter a alegria de o dizer, pois foram desejados, planeados e cumpridos. O que se decidiu hoje não foi tornar o nosso país num lugar envelhecido, onde se decide fazer um aborto, por´não se ter mais nada de interessante para fazer!
O que felizmente este nobre povo decidiu hoje, foi que TODOS podemos escolher o que queremos fazer de nós, e da nossa vida, pois é para isso que temos livre arbitrio. E sabes, meu jovem: por vezes uma decisão pode ser a coisa mais dificil de tomar, mais dificil do que deixar os outros decidir por nós. Mas é o preço a pagar, pela liberdade de sermos e querermos ser nós próprios, nós próprias, pois falo por mim, pelas mulheres. Pois no fundo, as vitimas deste flagelo que é o aborto, são as mulheres. Dos homens que levaram ao tal aborto, ninguém fala. Nunca se fala. Mas tu, meu querido, na candura dos teus 15 aninhos, és muito novo para saber... e ainda bem. No entanto há muitas meninas da tua idade, cuja juventude foi abreviada por uma gravidez inesperada e traumática, e em muitos casos pelo trauma de terem de recorrer clandestinamente, correndo perigo de vida, a uma prática perigosa, que lhes devolveria no entanto a possibilidade de continuarem a ser crianças, e não mâes. Porque há um tempo para tudo. Para ser filho, e para ser pai. O primeiro, não se escolhe. Osegundo, devemos ser nós a escolher. Orgulha-te do teu país, querido. Mais tarde vais dar-me razão. Até lá, prefere de facto, um pacote de preservativos, a um maço de cigarros. Fará melhor á tua saúde e também á da tua parceira, pois decerto que não querendo ela ser mãe antes de tempo, também igualmente não quererá ter de fazer de um aborto. Mas se em último caso assim o decidir, saberá que no seu belo pais, poderá fazê-lo, em segurança, sem ser penalizada e vexada. E um dia poderá dizer como eu: fui desejada e amada pelos pais!
De Ricardo a 11 de Fevereiro de 2007 às 22:21
Muito Bem! Para quem tem 15 anos falas bem! Mas deixa-me perguntar-te se por acaso sabes se a tua mãe j á não praticou algum? Ou mesmo alguma das tuas avós? É que antigamente era pr á tica comum as mulheres fazerem os chamados "desmanches". Posso dizer-te que tenho 26 anos e conheço poucas mulheres mais velhas ou mesmo da minha idade que não tenham feito um aborto!
Portanto, se calhar convêm informares-te junto dos teus familiares sobre isso antes de criticares quem quer que seja... Se calhar existes, porque já alguém da tua linhagem já praticou um aborto, porque senão não existias! Porque não pensas desta maneira???? Sabes quanto custa o tratamento de uma mulher que fez um aborto clandestino e foi para ao Hospital? Sabes como se fazes os ditos abortos clandestinos?
Faz uma pesquisa na internet para veres as coisas que são utilizadas! Posso falar-te de algumas: Agulhas de croché, cabide, lixivia, á cido, entre outras coisas!

E mais, quem pratica aborto, vai continuar a praticar, deixa é de o fazer em condições com falta de higiene . Todos os que são contra o aborto dizem que o número de abortos vai aumentar...Como sabem? Não se sabe quantos abortos são realizados no nosso pais. Só a partir de agora é que serão contabilizados ! É claro que toda a gente se vai assustar dos números quando eles saírem , só daqui a uns anos é que saberemos que tem vindo a aumentar ou a baixar!


Não penses que os abortos são feitos de animo leve ou tão simplesmente como tu dizes que as pessoas preferem comprar tabaco a um preservativo . Tem dó!
Se me disseres que tem de haver planeamento e educação sexual antes de se praticar um aborto, ai sou todo ouvidos!

Imagina que quando tiveres 16/17 anitos alguém te da a novidade de que vais ser pai, vai ficar todo contente, mas se por acaso não fores "abonado" e não tiveres condições económicas e higiénicas para ter um filho o que far á s, tens na mesma e deixas de comer para lhe dar de comer, comprar fraldas, levá-lo ao médico, pagar escolas, roupa, etc. , etc. .
Tens noção do preço de um pacote de fraldas? Tens a noção do tempo que dura um pacote de fraldas? Sabes o preço do leite em pó?
Vais deixar de fumar, beber, de sair a noite, de comprar jogos da playstation , de comprar chocolates para comprar isso tudo?????
Será que vais ganhar para isso tudo????


É TÃO FÁCIL CRITICAR!!!

Pergunta á s pessoas que j á tenham praticado um aborto se o fizeram de animo leve!

Abraços
<BR Já não se vai fazer mais referendos sobre o aborto! Quanto muito daqui a muitos anos fazer-se á alterações ao nível de semanas ou ajustes á lei que deste referendo ser á feita!
De Raquel a 11 de Fevereiro de 2007 às 22:22
Como jovem interessado que é por esta questão deveria ter compreendido que ninguém no seu perfeito juízo pode ser a favor do aborto, aliás não foi essa a questão que levou 59% dos votantes, como eu, a votar sim, mas a despenalização das mulheres que pelas mais variadas circunstâncias têm de optar por essa dolorosa situação. Provavelmente conhece ou conhecerá na sua família ou amigos quem já tenha passado por essa, repito, dolorosa e nunca leviana situação. Seria capaz de lhe apontar o dedo e denunciar? Com certeza que não e foi isso que hoje se conseguiu em Portugal.

Comentar post

.NÃO

-Reacção de Marques Mendes(SIC)

-Reacção de Ribeiro e Castro(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo Não(SIC)

.links