.SIM

-Reacção de José Sócrates(SIC)

-Reacção de Jerónimo de Sousa(SIC)

-Reacção de Francisco Louçã(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo SIM(SIC)

-Especial SIC
Últimas notícias
O Referendo nos Blogs

.posts recentes

. (sem assunto)

. ...

. Bom dia..

. ...

. apoio monetário

. ...

. despenalização do aborto

. Promulgação do Presidente...

. Vigarice

. concordo

.arquivos

. Novembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. aborto

. abstencao

. casal

. celulas

. choro

. condições

. coragem

. crianças

. crime

. debates; sic; aborto

. democracia

. deputados

. desabafo

. despenalizacao

. despenalização

. despenalizado

. despenalizar

. direito

. duvida

. escravatura

. espanha

. estado

. familia

. feto

. governo

. hipocrisia

. igreja

. infértil

. ivg

. jose policarpo

. justica

. legislacao

. menino

. moralista

. morte

. mulheres

. opiniões

. parlamento

. pena morte

. politicos

. portugueses

. ps

. referendo

. vergonha

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds

Participe
Envie a sua mensagem para aqui.


Domingo, 11 de Fevereiro de 2007

Atentado à vida

Fico muito triste pelo resultado que hoje foi obtido pelos partidários do
sim à morte prematura. Tenho a convicção de que neste país se deixou de
falar de assuntos verdadeiramente importantes. Os políticos passaram a ser a
imagem cruel de um país que está à espera de um destino fatal. Há uma
realidade sociológica... Há muitas realidades sociológicas, essas sim
verdadeiramente importantes e que os políticos deste país não sabem dar ou
não são capazes de dar uma resposta socialmente justa. Onde estão os médicos
que fazem falta no interior do país? Fazem ideia de quantos idosos esperam
por uma consulta e que morrem sem a ter conseguido? Fazem ideia dos
sacrifícios que fazem para se deslocar cento e tal quilómetros para serem
mal atendidos nos hospitais? Não lhes faz confusão entrar num hospital e ver
doentes a sucumbir nos corredores amontoados como se de animais se
tratassem? Não os preocupa que milhares de portugueses esperem por uma
operação seis e mais meses, muitos deles falecendo sem dela virem a
beneficiar? Eu sei esta não é a vossa realidade nem dos que convosco privam
diariamente. Se fosse talvez o mais importante fosse a vida. Fico contente
de contribuir com os meus descontos para salvar uma vida, porém não estou
interessado em participar nas despesas de um aborto em nome da liberdade e
da igualdade de oportunidades. Liberdade é responsabilidade é o respeito
pela vida.

Fernando Gabriel
publicado por comunidade às 22:48

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De carla a 11 de Fevereiro de 2007 às 23:28
então o senhor acha que vivermos num país em que morrem milhares de mulheres devido ao aborto clandestino, nao seja um assunto importante?
De Anónimo a 12 de Fevereiro de 2007 às 10:37
Mostre-me as provas das "milhares" de mulheres mortas, ok?
Acha que com esta liberalização o aborto clandestino acaba? Acha que não há mulheres que sabem que vão fazer algo que consideram errado, apesar de estar liberalizado, e que por isso recorrem à clandestinidade? Acha que uma jovem que não quer que a família saiba que está grávida vai dizer "Vou ao hospital fazer um aborto e já volto!"...
Realmente há quem viva de ilusões...

Comentar post

.NÃO

-Reacção de Marques Mendes(SIC)

-Reacção de Ribeiro e Castro(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo Não(SIC)

.links