.SIM

-Reacção de José Sócrates(SIC)

-Reacção de Jerónimo de Sousa(SIC)

-Reacção de Francisco Louçã(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo SIM(SIC)

-Especial SIC
Últimas notícias
O Referendo nos Blogs

.posts recentes

. (sem assunto)

. ...

. Bom dia..

. ...

. apoio monetário

. ...

. despenalização do aborto

. Promulgação do Presidente...

. Vigarice

. concordo

.arquivos

. Novembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. aborto

. abstencao

. casal

. celulas

. choro

. condições

. coragem

. crianças

. crime

. debates; sic; aborto

. democracia

. deputados

. desabafo

. despenalizacao

. despenalização

. despenalizado

. despenalizar

. direito

. duvida

. escravatura

. espanha

. estado

. familia

. feto

. governo

. hipocrisia

. igreja

. infértil

. ivg

. jose policarpo

. justica

. legislacao

. menino

. moralista

. morte

. mulheres

. opiniões

. parlamento

. pena morte

. politicos

. portugueses

. ps

. referendo

. vergonha

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds

Participe
Envie a sua mensagem para aqui.


Segunda-feira, 12 de Fevereiro de 2007

reflexão

Tenho, 30 anos e aos 28 fiz um aborto não precisei de ir ao pais vizinho
bastou reunir o dinheiro suficiente para faze-lo em Portugal. No domingo vou
votar e VOTO SIM, pois acredito que ao faze-lo EU estou a dar duas hipóteses
a quem o quer fazer ou não. Quero também deixar uma nota, sou trabalhadora e
tenho visto algumas publicidades onde dizem que o dinheiro dos impostos ira
para as clínicas do Aborto, e as clínicas de Desintoxicação, e as clínicas
dos Alcoólatras são patrocinadas por quem????? E as Prisões???? Espero que
todos pensem bem antes de votar.
publicado por comunidade às 23:26

link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De Anónimo a 13 de Fevereiro de 2007 às 10:09
Compara o incomparável. Nas clínicas de desintoxicação do álcool ou das drogas, pretende-se salvar vidas humanas. Nas clínicas do aborto livre matam-se milhares de seres humanos em todo o mundo, e agora em Portugal também, a pretexto de melhorar as condições de vida das mulheres, que nunca poderão melhorar por essa via.
De Carla Duarte a 13 de Fevereiro de 2007 às 10:33
Caro Anónimo,

O senhor vive mesmo em Portugal ou só cá anda por disfarce???

Salvam-se vidas??? Diga-me quantas, por favor...

Vivo bem de perto com o mundo da droga/alcool e não é à tão pouco tempo quanto isso... Quem se quer curar, não precisa de salas de chuto, não precisa de trastamentos de metadona. Aliás, sabe que mais que a maioria que segue os tratamentos de Metadona continuam a consumir drogas? Fazem-se análises de despiste, mas sabe de quanto em quanto tempo??? Informe-se!!!...
De Carla Duarte a 13 de Fevereiro de 2007 às 10:29


Concordo plenamente consigo.
Também como trabalhadora daria mais rapidamente parte dos meus impostos para clínicas do Aborto, em vez das salas de chuto, tratamentos de matadona, etc...

Já agora, uma palavra de conforto cara participante... É uma mulher de coragem!

Desejo-lhe muitas felicidades e espero que um dia você tenha a sua vida organizada para dar todo o seu amor de mãe. :))

Bjinhux,
Carla
De diogo a 13 de Fevereiro de 2007 às 11:17
"Dois homens armados matam oito pessoas em Salt Lake City e Filadélfia" in Noticias

Vamos agora liberalizar as armas de fogo! Já!

http://anti-aborto.blogspot.com/
De Carla Duarte a 13 de Fevereiro de 2007 às 11:19
Só se for depois de o aniquilarem a si, ó Diogo!!!...

Pela amor da Santa!!!
De Cesar Sousa a 13 de Fevereiro de 2007 às 13:43
Cara Anónima

A sua tentativa de justificação da asneira que fez é mesma fraca. É sabido que a maior parte das mulheres que praticam o Aborto sofrem pelo acto que cometeram para o resto da vida. Também há quem seja insensível o suficiente e que não sinta remorsos nenhuns . São os chamados casos perdidos.

Espero sinceramente que a Sra. não seja um caso perdido. Sabe o Sim ganhou, mas isso por si só não justifica o que fez. O aborto é um mal. Até os apoiantes do "Sim" o dizem. O QUE A SRA. FEZ FOI ERRADO!!! Não me cabe a mim julga-la somente estou a constatar um facto.

Não aumente a asneira que fez publicitando-a. A melhor atitude para si própria é fazer exactamente o contrário, combater o aborto.

Todos nós cometemos erros e ao fim ao cabo aprendemos com as adversidades da vida.

A VERDADEIRA CORAGEM é admitir as nossas falhas.
De Carla Duarte a 13 de Fevereiro de 2007 às 16:41
Caro César...

Quem é você para julgar seja quem for?

Nunca errou na vida? Nunca passou por nenhuma dificuldade???

Quem o lê, até parece que não concorda que a "anónima" não tem o direito a deixar o seu legítimo testemunho...

Resuma-se à sua insignificância... Quem somos nós (individualmente) perante uma sociedade tão extensa??? Vivemos num Estado de Direito e que eu saiba, mesmo com a lei actual a vigorar ainda não pagamos para manifestar o nosso testemunho.

Se nutre tanto respeito pela vida humana, comece por dar o exemplo e saiba aceitar os testemunhos das pessoas que vão contra a sua opinião.

Tenho dito!
De Cesar Sousa a 13 de Fevereiro de 2007 às 18:46
Sra. Carla

É curioso que eu já estava à espera do velho chavão "Quem é você para julgar seja quem for?".

Devo começar por dizer que a Sra. não me conhece de lado nenhum para me tratar por "Você", para mais a forma como usou esse termo não é Português correcto. Os Brasileiros é que falam assim.

Além disso tive o cuidado de escrever, passo a citar:

"Não me cabe a mim julga-la somente estou a constatar um facto."

e ainda

"Todos nós cometemos erros e ao fim ao cabo aprendemos com as adversidades da vida"

Parece que a Sra. não leu ou entendeu mal o que escrevi. Veja que eu não quis condenar aquela Sra., com certeza que ela já está a penar bastante pela asneira que fez e eu não sou nenhum magistrado para condenar pessoas. Porém tenho direito de avaliar e comentar o testemunho dado. Chama-se a isso "Liberdade de expressão".

O seu conceito de "Liberdade de expressão" é que parece somente deixar falar as pessoas que concordam com as suas ideias. Aliás a forma agressiva como escreve os seus comentários demonstra e confirma um alto grau de intolerância da sua parte.
De Carla Duarte a 14 de Fevereiro de 2007 às 11:01
Parece que o senhor é que não entende o que escreve... A partir do momento em que diz que a Anónima errou, está a julgá-la sim...!!!

E já que fala no Português, não quis ser mal educada ao tratá-lo por você!... talvez preferrisse que o tratasse por tu?
Como deveria saber, na linguagem corrente não utilizamos o Vós, diz-se que é arcaíco, para além de que se trata da segunda pessoa do plural e o senhor é só um, ou seja, o que mais se aproximaria seria a 2ª pessoa do singular, correcto?!!! (Não creio que faltei à escola nesse dia!)... Ahaahah
... Acontece que eu não o conheço de parte alguma e estaria a dar muita confiança tratá-lo de outro modo, senão por você. Peço desculpa se o ofendi ao tratá-lo por você, não era minha intenção!

Também me parece que não tem lido os meus comentários... Diz que são agressivos??? Parece que ainda não se debruçou sobre o que escreve... Avalia, Julga, aponta erros... e a agressiva sou eu?

O senhor escreveu:

"O QUE A SRA. FEZ FOI ERRADO!"
(isto é miragem minha ou o senhor avalia o comportamento de uma pessoa quando escreve esta frase?)

Claro que sou a favor da liberdade de expressão, por alguma razão o seu comentário continua visivel aos olhos de todos, por alguma razão eu continuo a publicar os meus comentários... Só não me pode obrigar, a aceitar que a sua pessoa julgue as pessoas, que avalie se os actos que elas cometem são correctos ou não e mais, que aponte os erros... Isto não é impôr a sua opinião?

Eu tenho uma opinião que difere da sua, claro, mas não digo que o senhor esteja errado ou certo... simplesmente lhe digo que não aponte o dedo a ninguém, porque todos temos telhados de vidro...porque todos nós erramos... e porque ninguém é obrigado a arrepender-se seja do que for, só porque o senhor assim o entende!

Melhores cumprimentos,
Carla
De Anónimo a 14 de Fevereiro de 2007 às 15:36
Diga-me lá uma coisa: desde quando é que é proibido ou incorrecto fazer juízos de valor sobre comportamentos humanos? É isso mesmo que nos permite distinguir o bem do mal, ou será que, para si, bem e mal é coisa que não existe?
Uma coisa é repudiar as pessoas e outra bem diferente é repudiar os actos que elas possam cometer!
De Cesar Sousa a 14 de Fevereiro de 2007 às 19:43
Sra. Carla

Para a Sra. ser bem educada e escrever da forma correcta bastava substituir o "você" por "Sr." A frase correcta seria "Quem é o Sr. para julgar seja quem for?". Eu sei que a Sra. não queria ofender, mas ficava-lhe bem um pouco mais de humildade para aceitar uma correcção.

O Sr. anónimo já lhe deu uma achega acerca do meu comentário, pelo que agradeço desde já o comentário em minha defesa.

Continuo achar que a Sra. tem algum problema de formação a começar pelo Português e a terminar pela sua falta de compreensão do que é escrito.

Eu também acho que a Sra. para além de não entender o que eu escrevo, também não entende o que escreve!!!

Vejamos um exemplo:
"O senhor escreveu: "O QUE A SRA. FEZ FOI ERRADO!"
(isto é miragem minha ou o senhor avalia o comportamento de uma pessoa quando escreve esta frase?)"

Obviamente que sim. Efectivamente, um dos sentidos de julgar é a avaliação (veja no dicionário). Se eu julguei alguém foi no sentido de avaliar o comentário e o comportamento daquela Sra.. Uma avaliação consiste nisso mesmo dizer o que está certo ou errado. Na escola a Sra. não era avaliada? A sua avaliação dependia do que respondia certo ou errado, ou não era assim?

Outro exemplo:
"Só não me pode obrigar, a aceitar que a sua pessoa julgue as pessoas, que avalie se os actos que elas cometem são correctos ou não e mais, que aponte os erros... Isto não é impor a sua opinião? "

Não isto não é impor a opinião. Quem lê aceita ou não aceita. Aliás a Sra. é um exemplo vivo disso, não aceitou.

Ao fim ao cabo a sua argumentação é fraquíssima, porque não existe argumentação de jeito para a defesa do Aborto. Veja que o Sim também diz que o aborto é um mal. Os argumentos do sim para o aborto (apesar de eu não concordar com eles) era acabar com o aborto clandestino, todas as mulheres terem assistência médica, liberdade de opção, etc. O aborto por si só nunca foi defendido por nenhuma das facções. Portanto não gostei e comentei o testemunho daquela Sra. porque é um mau princípio publicitar uma coisa má.

O que Sra. disse foi tentar atirar areia para os olhos de quem lê Foi somente responder, nem sequer interessava se estava a escrever alguma coisa de jeito ou não. O que interessa é não deixar sem resposta. Não é assim?!!!

Responder só por responder é a atitude típica das pessoas que não dialogam, nem trocam ideias. Só lhes interessa a vitória no debate. Resumindo e concluindo é a atitude típica dos fundamentalistas.
De Joaquim a 14 de Fevereiro de 2007 às 11:43
Os defensores da "vida" respondam-me ao seguinte:
Será diferente o ser que carrega uma mãe violada diferente de outra não violada. Terá menos direito de viver um embrião com trissomia 21 que outro dito "normal". Pois é, nesta lei actual, já não é crime abortar nestas situações.
E porquê?
Terão para os defensores do não menos valor estas "vidas". Ou serão lixo, como já ouvi apelidar alguns defensores do não as dezenas/centenas de crianças que estão em instituições de solidariedade à espera de ser adoptadas.
Hipócritas.
De Ana a 13 de Fevereiro de 2007 às 14:54
Curiosidade...
Quando abortou, estava de 10 semanas ou menos? (considerando que as semanas numa gravidez são contadas a partir do 1º dia da última menstruação).

Comentar post

.NÃO

-Reacção de Marques Mendes(SIC)

-Reacção de Ribeiro e Castro(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo Não(SIC)

.links