.SIM

-Reacção de José Sócrates(SIC)

-Reacção de Jerónimo de Sousa(SIC)

-Reacção de Francisco Louçã(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo SIM(SIC)

-Especial SIC
Últimas notícias
O Referendo nos Blogs

.posts recentes

. (sem assunto)

. ...

. Bom dia..

. ...

. apoio monetário

. ...

. despenalização do aborto

. Promulgação do Presidente...

. Vigarice

. concordo

.arquivos

. Novembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. aborto

. abstencao

. casal

. celulas

. choro

. condições

. coragem

. crianças

. crime

. debates; sic; aborto

. democracia

. deputados

. desabafo

. despenalizacao

. despenalização

. despenalizado

. despenalizar

. direito

. duvida

. escravatura

. espanha

. estado

. familia

. feto

. governo

. hipocrisia

. igreja

. infértil

. ivg

. jose policarpo

. justica

. legislacao

. menino

. moralista

. morte

. mulheres

. opiniões

. parlamento

. pena morte

. politicos

. portugueses

. ps

. referendo

. vergonha

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds

Participe
Envie a sua mensagem para aqui.


Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2007

Afinal, quem é mentiroso?

«Não haverá naturalmente aconselhamentos obrigatórios», frisou o líder
parlamentar socialista, Alberto Martins, e «o período de reflexão
naturalmente será curto».

Pode ser que agora o povo perceba realmente o que eles queriam, mas já é
tarde para voltar atrás: só quem não quer ver é que não percebe que eles não
são contra o aborto, porque querem é promovê-lo e não têm nenhuma
consideração pela vida humana do feto, discriminando-o liminarmente e
promovendo a sua eliminação cruel, sem apelo nem agravo. Resta-me o consolo
de não ter pactuado com o meu voto com tamanha monstruosidade e de ainda
poder ajudar alguém a não embarcar nela
publicado por comunidade às 22:11

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Alex a 17 de Fevereiro de 2007 às 01:26
Não se pode promover o que já existe em demasia... e o tal desrespeito pela vida humana do feto, de que fala, já existe em números astronómicos, levado a cabo em autênticos matadoros sem condições ou em caríssimas clínicas de luxo! Trata-se, isso sim, de criar condições menos chocantes para uma prática recorrente e imparável ( basta ver as estatísticas ). Não haveria menos abortos se tudo ficasse como estava, nem vai haver mais abortos por se criar uma lei que permita fazê-los com condições! Quem tem que os fazer, fá-los mesmo, independentemente de ser legal ou não. Se puder fazê-los em circunstâncias menos traumáticas e de melhor qualidade, tanto melhor!

Comentar post

.NÃO

-Reacção de Marques Mendes(SIC)

-Reacção de Ribeiro e Castro(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo Não(SIC)

.links