.SIM

-Reacção de José Sócrates(SIC)

-Reacção de Jerónimo de Sousa(SIC)

-Reacção de Francisco Louçã(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo SIM(SIC)

-Especial SIC
Últimas notícias
O Referendo nos Blogs

.posts recentes

. (sem assunto)

. ...

. Bom dia..

. ...

. apoio monetário

. ...

. despenalização do aborto

. Promulgação do Presidente...

. Vigarice

. concordo

.arquivos

. Novembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. aborto

. abstencao

. casal

. celulas

. choro

. condições

. coragem

. crianças

. crime

. debates; sic; aborto

. democracia

. deputados

. desabafo

. despenalizacao

. despenalização

. despenalizado

. despenalizar

. direito

. duvida

. escravatura

. espanha

. estado

. familia

. feto

. governo

. hipocrisia

. igreja

. infértil

. ivg

. jose policarpo

. justica

. legislacao

. menino

. moralista

. morte

. mulheres

. opiniões

. parlamento

. pena morte

. politicos

. portugueses

. ps

. referendo

. vergonha

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds

Participe
Envie a sua mensagem para aqui.


Quarta-feira, 7 de Março de 2007

Ainda a penalizar a mulher?

Não compreendo qual a razão, mesmo após o SIM ter ganho por referendo eleitoral, muitas pessoas se encontrarem indignadas com a sua vitória. A sua crença religiosa não é motivo de justiça para esta sociedade ocidental, democrática e agnóstica perante ao continente europeu no qual coabitamos.

Carlos Cerdeira
publicado por comunidade às 13:23

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De M.G. a 2 de Julho de 2008 às 14:29
Defendo a despenalização do aborto acima de tudo pelo direito à liberdade de escolha. Considero que nós, seres humanos, devemos poder optar, livremente, o que fazer com o nosso corpo pois só nós é que sentimos realmente o peso das nossas decisões.
Como mulher e mãe não podia deixar de apoiar esta decisão, tardia, que dará à mulher a legitimidade de decidir sobre o seu corpo sem ser punida por isso injustamente.
No entanto, não defendo o recurso ao aborto como meio contraceptivo, como a solução para um problema causado numa(s) noite(s) de devaneios onde as devidas precauções não foram tomadas.
Creio que esta é uma decisão que não se toma de ânimo leve e que deixa sempre marcas psicológicas naquelas que a ele recorrem, seja porque razão for...
Uma coisa é certa: prefiro que se façam abortos do que deixem vir as crianças para um mundo onde serão indesejadas, maltratadas e abandonadas...

Comentar post

.NÃO

-Reacção de Marques Mendes(SIC)

-Reacção de Ribeiro e Castro(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo Não(SIC)

.links