.SIM

-Reacção de José Sócrates(SIC)

-Reacção de Jerónimo de Sousa(SIC)

-Reacção de Francisco Louçã(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo SIM(SIC)

-Especial SIC
Últimas notícias
O Referendo nos Blogs

.posts recentes

. (sem assunto)

. ...

. Bom dia..

. ...

. apoio monetário

. ...

. despenalização do aborto

. Promulgação do Presidente...

. Vigarice

. concordo

.arquivos

. Novembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. aborto

. abstencao

. casal

. celulas

. choro

. condições

. coragem

. crianças

. crime

. debates; sic; aborto

. democracia

. deputados

. desabafo

. despenalizacao

. despenalização

. despenalizado

. despenalizar

. direito

. duvida

. escravatura

. espanha

. estado

. familia

. feto

. governo

. hipocrisia

. igreja

. infértil

. ivg

. jose policarpo

. justica

. legislacao

. menino

. moralista

. morte

. mulheres

. opiniões

. parlamento

. pena morte

. politicos

. portugueses

. ps

. referendo

. vergonha

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds

Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2007

Prioridades...

No que diz respeito às leis da nossa República e à defesa dos direitos
fundamentais de todos nós, poucos portugueses estarão em melhor posição para
opinar do que o reputado constitucionalista Professor Jorge Miranda, que já
em 1996 dizia o seguinte, hoje ainda surpreendentemente actual:

«4. Por certo, importa reconhecer que a interrupção voluntária da gravidez
provoca traumas, traduz e agrava desigualdades económicas e sociais, é um
flagelo social. Só que daqui não resulta a necessidade de legalização. Não
serão a droga e a prostituição não menos evidentes chagas sociais? E perante
os flagelos sociais a atitude correcta não deve ser a de os combater e
prevenir? E, designadamente, a atitude de esquerda e de progresso não deve
ser de transformação da realidade, e não uma atitude de resignação e
aceitação?
De resto, o aborto, é, na enorme maioria dos casos, a consequência das
injustiças e das taras da sociedade. É consequência da falta de educação, de
planeamento familiar, de emprego, de salário, de protecção da maternidade e
da paternidade. Mas é igualmente fruto da civilização, ou da crise da
civilização, hedonista, materialista e capitalista. É fruto da
comercialização do sexo, da desresponsabilização em relação aos próprios
actos, do consumismo a todo o custo que tal civilização tem engendrado.

5. O que é mais fácil, o que serve mais os interesses dominantes, criar
postos de trabalho, construir casas, mudar as relações económicas e sociais,
ou liberalizar o aborto? O que está mais de acordo com a Constituição é
realizar os direitos fundamentais relativos à saúde, à segurança social, à
habitação, à família, ou facilitar a interrupção voluntária da gravidez,
adiando assim o cumprimento da Constituição?
Qual a oportunidade de reabertura desta questão na difícil conjuntura que o
país atravessa? Não seria mais adequado propor e adoptar medidas
legislativas e políticas tendentes à efectivação desses direitos? (em vez
de, também por outro lado, o Parlamento e os partidos gastarem tanto tempo
com a revisão constitucional?) Qual a oportunidade de medidas legislativas e
administrativas de favorecimento do aborto num país como Portugal com uma
gravíssima crise de natalidade? Não incumbria, bem pelo contrário, ao Estado
e à sociedade aproveitar a figura da adopção e criarem novas instituições
para receberem crianças não desejadas ou com problemas?»
publicado por comunidade às 14:53

link do post | comentar | favorito
60 comentários:
De Movimento Cívico Por Mirandela a 18 de Janeiro de 2007 às 21:46
visita o nosso blog ....
De cneves a 18 de Janeiro de 2007 às 22:53
Caro(a) "desconhecido(a)",
"Parabéns", você conseguiu "virar" o problema da despenalização literalmente do avesso...
Senão vejamos:
O aborto existe! Os defensores do NÃO sabem disso, a Igreja sabe disso, as clínicas de Luxo sabem disso e aproveitam, as "abortadeiras de vão de escada" também sabem e também aproveitam e finalmente, a candonga de medicamentos que induzem o aborto, vai proliferando "alegremente" à frente dos nossos olhos e nós (nós?) "assobiamos para o ar"
Você até tenta "dourar a pílula" enfeitando o discurso com uma "roupagem" de esquerda, mas a verdade, é que o que nos propõe, (se bem percebi) é mais ou menos o seguinte:
a) Transformar as mulheres férteis, numa espécie de fábricas de bebés, para aumentar a taxa de natalidade e ajudar a Segurança Social a sair da crise...
b) "Montar" logo à saída das Maternidades, "instituições de acolhimento", com vistas à adopção dos bebés não desejados ou cujas mães não tivessem condições para os criar.
c) Em paralelo com "tudo" isto, "montar" também uma (ou mais) "centrais de criação de empregos", para que o problema da interrupção deixasse de se colocar - MAS EU PENSAVA QUE QUEM CRIAVA EMPREGOS, ERAM FUNDAMENTALMENTE AS EMPRESAS E NÃO O GOVERNO!
Claro que enquanto tudo isso não funcionasse em pleno, as coisas continuariam como até aqui, na "paz dos anjos", isto é:
As Polícias continuariam a prender as mulheres que não alinhassem no esquema, para as interrogar e as levar aos Tribunais, estes continuariam a julgá-las e eventualmente a condená-las e continuaria "tudo como d'antes..."
Ah! Claro que quando falo em interrogatórios policiais e julgamentos, E ÓBVIO que me estou APENAS a referir às mulheres POBRES, o que torna o problema inegavelmente "menos grave"!..
Ora car(a) amigo(a), o que você está a fazer, é APENAS a empurrar o problema com a barriga...
Cumprimentos,
Celestino Neves
De kavkaz a 18 de Janeiro de 2007 às 23:16
O comentário é interessante, mas recordo-lhe que no referendo não se coloca a hipótese da liberalização do aborto, mas Sim a despenalização da IVG até às 10 semanas.

O respeitado Constitucionalista, Prof. Jorge Miranda, não deve obrigar uma família, sem condições, a ter mais filhos, só porque ele entende, que o país precisa de mais pessoas. Se acha isso necessário porque não reproduzir ele, a decisão a ele deve competir, muitos filhos, centenas, milhares até ! Não obrigue é quem tem outra opinião a ter que fazer o que ele, respeitado Prof., desejar !

Se ele decide por ele, também uma mulher que o necessitar deverá ter o direito de decidir se pode ou não ter mais filhos. A mulher sabe melhor da vida dela do que o respeitado Prof. Jorge Miranda.

Votar SIM não é liberalizar o aborto, mas dar a possibilidade às mulheres de escaparem ao aborto clandestino e ilegal, terem apoio do Estado quando tanto precisam dele !

Não é só dar ao Estado impostos quando este pede ! O Estado também deve retribuir quando a mulher pede ajuda !

Criar condições para que uma mulher nunca precisasse de abortar seria fantástico! Mas isso é teoria... Não existem essas condições em Portugal nos nossos tempos e não se prevêm nos próximos. Por isso, a lei deve ser alterada por ser ineficaz e injusta !

Votemos SIM.

As mulheres devem ter uma oportunidade na lei !
De Clara BF a 19 de Janeiro de 2007 às 12:49
Caro Kavkaz,

Hoje, já não se obriga uma família, com ou sem condições, a ter mais filhos... Há uma coisa que se vende nas farmácias e se chama pílula?... Já ouviu falar?

Cumprimentos
De Anónimo a 27 de Janeiro de 2007 às 14:51
Por acaso a pílula ou qualquer outro método anticoncepcional são 100% eficazes?
De AMIGO DA VIDA a 19 de Janeiro de 2007 às 00:31
Apoiado com todas as minhas forças... Se calhar agora deveríamos liberalizar os assaltos à mão armada e fornecer equipamento aos ladrões, escadas, pistolas, lanternas, serrotes, maçaricos, porque senão pelo trabalho de risco e fora de horas pode leva-los a cair de alguma varanda e depois já se sabe que o governo gasta muito dinheiro no seu internamento, além do mais até poderiam aparecer por aí umas clínicas privadas só para tratar suas Exas os bandidos e depois também muitos impostos à custa disso... Agora tem algum jeito os ladrões andarem a tratar-se com algodões e mercurio-cromo ... E mais! não tem jeito nenhum os lesados ficarem, porque senão depois vão-se queixar à policia.... assim livram-se deles enquanto não se podem queixar... Quem tem uma arma na mão está por cima e é dono do corpo da situação...

Quem se arrepende... é arrependido e Deus perdoa-lhe...
Agora quem não se arrepende, e recebe quem chega pelo túnel da vida com uma faca afiada, não se esqueça que um dia também vai ser recebido...
Está em tempo de amolecer o coração e definir de que lado está...
Ao amigo que escreveu o "Prioridades", meus parabéns, o mundo será feito só de homens que pensam como o senhor.
De luis v a 19 de Janeiro de 2007 às 01:54
Esse argumento já foi desmontado vezes sem conta mas os apoiantes do "não" parece que não aprendem.

1. Não se podem comparar crimes contra pessoas com o aborto porque o feto não é uma pessoa.

2. O roubo é mal visto por toda a sociedade enquanto que a IVG divide as opiniões.

3. Um acto só é crime se estiver criminalizado na lei. O referendo visa precisamente decidir se até às 10 semanas vai existir penalização para a IVG, por isso não faz sentido, nesta altura, falar em crime.
De AMIGO DA VIDA a 19 de Janeiro de 2007 às 09:22
O feto não é uma pessoa???
O feto não é uma pessoa???
O feto não é uma pessoa???
O feto não é uma pessoa???
O feto não é uma pessoa???
O feto não é uma pessoa???
O feto não é uma pessoa???
O feto não é uma pessoa???
Há quem não tenha olhos para ver...
Há quem não queira ver...
Há quem não lhe convenha ver...

E posso dizer-lhe que crime não é quando a lei estabelecida o afirma. Há outras regras para definir o crime que o senhor não sabe.

Também ouve tempos em que pessoas, diziam que os indígenas que traziam de África não eram pessoas, que era para poderem escraviza-los e utiliza-los como queriam mas felizmente mais tarde
todas essas pessoas foram dados como criminosos contra a humanidade porque todos já sabiam que os indígenas eram na realidade pessoas, apenas tinham outra cor.

De kavkaz a 19 de Janeiro de 2007 às 12:43
O AMIGO DA VIDA entende que às dez semanas de gravidez tem uma pessoa ? Então porque é que a Igreja Católica não baptiza o feto ? Porque o Estado não passa o Bilhete de Identidade ? Não o fazem porque reconhecem que o feto NÃO é ainda uma pessoa !!!

Senão... chamavam-lhe pessoa e não feto, percebeu ?

Bolas, que Não percebem !
De Clara BF a 19 de Janeiro de 2007 às 12:57
Caro Kavkaz,

O amigo não percebe realmente! Já teve um filho?... Já acompanhou a sua mulher para fazer uma ecografia? Já lhe perguntou o que sente quando está grávida de 4 ou 6 semanas?... Garanto-lhe que ali há vida! E tão indefesa porque apenas depende do corpo da sua mãe... Logo que o óvulo fecundado se cola à parede do útero, a vida começa! E o corpo da mulher deixa de lhe pertencer exclusivamente porque o partilha com o seu filho! É uma vida sim, não um "apêndice" que se pode deitar fora.

Cumprimentos,
De kavkaz a 19 de Janeiro de 2007 às 13:28
Clara BF

Você faz perguntas indiscretas, como eu tivesse de lhe prestar contas da minha vida. Os partidários do Não pensam que podem e querem mandar nos outros !

Mas eu até lhe vou responder alguma coisa.

Nunca tive um filho porque sou homem ! Mas a minha mulher já teve ! E depois ? Não pode a minha mulher decidir o seu futuro sem a sua opinião ou a dos outros ? Precisará sempre de autorização alheia ?

Ora bolas... o que não faltam neste país são moralistas !

Há Vida em muita coisa ! Até nas alfaces que você come há Vida ! Para não falar do peixe, da carne, dos frutos e dos legumes que Você mata !

Falar em Vida é conversa moralista, superficial e balofa de padres que não se casam, não procriam, não criam Vida, apenas querem mandar nos outros ! Eles nem fazem ideia quanto custa a Vida !

Às dez semanas existe Vida, mas não há pessoa humana ! Está comprovado pela Ciência. Pode ou não vir a ser um ser humano !

E pensa que esta lei em vigor resolve alguma coisa ? Tem-se visto... É uma lei morta, absurda, indigna, vingativa, humilhante que tem de ser mudada. Esta não acabou com os abortos, mas atirou-os para a clandestinidade em vãos-de-escada e no estrangeiro ! A lei Não presta !

O aborto existe desde que existem mulheres e hão-de existir enquanto houver mulheres ! Quer prender as mulheres que fazem aborto ? São centenas de milhares as que já praticaram o aborto ? Quer metê-las nos 10 estádios de futebol do Euro-2004, mais os companheiros , as parteiras, os enfermeiros que são coniventes ? Não seja irrealista ! É a lei que está errada e quem a defende !

Só votando SIM será possivel diminuir a clandestinidade do aborto e AJUDAR as mulheres que o desejam e precisam, para elas não irem para Espanha ou Inglaterra ou toda a Europa (excepto os 3 atrasados países) onde o aborto é legal !

Olhe que eu percebo bem mais deste assunto do que você imagina ! Não pende que dá lições e deve mandar nos outros !

Cumprimentos !
De Jonas a 22 de Janeiro de 2007 às 14:43
E o que fazem os partidários do SIM?????
Criticam, ofendem e tentam a todo o custo levar as restantes pessoas a cair no precipicio.Não obrigado..sou partidário do Não e não tenho vergonha nenhuma de o ser.

De luis v a 19 de Janeiro de 2007 às 13:49
Clara BF,

Você tocou num ponto importante:

"Já lhe perguntou o que sente quando está grávida de 4 ou 6 semanas?"

O que a mulher sente é que importa realmente e por isso as que querem interromper a gravidez devem poder decidir.

De resto concordo com o que disse o Kavkaz.
De cneves a 19 de Janeiro de 2007 às 17:30
Cara amiga Clara BF,
Esta pergunta já foi feita inúmeras vezes, mas mesmo assim, eu arrisco fazê-la novamente:
A amiga é mesmo contra a Ciência?
É que a Ciência fala-nos de todo o processo de gravidez e detalha todas as fases porque o mesmo passa...
Já agora, em vez de falar das 10 semanas - para considerar crime a IVG - porque não recua um pouco mais (até ao óvulo ou ao espermatozoide)?
Também são formas de vida... mas não são seres humanos!
Não falemos pois de ânimo leve do que não conhecemos (porque não queremos!) nem andemos a encher a boca com palavras aterrorizadoras sobre "crimes" e "atentados" contra a vida humana!
Celestino Neves
De Jonas a 22 de Janeiro de 2007 às 14:47
Caro senhor,
A partir do momento em que o óvulo é fecundado...sim existe vida!!!Só quem é cego é que não vê isso!Então sé já é possível ver-se o "feto" às 10 semanas...isso não é vida??Se está a alimentar-se da mulher ...isso não é vida???
Creio que quando era pequeno atrofiaram-lhe por demais as ideias com a história das cegonhas trazerem as crianças!!!
De AMIGO DA VIDA a 19 de Janeiro de 2007 às 14:17
fique o kavkaz sabendo que Jesus disse "aquele que crê com o coração e assim o confessar com os lábios, será baptizado em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo".
Sabe o que isto quer dizer?
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

fique o kavkaz sabendo que Jesus disse "aquele que crê com o coração e assim o confessar com os lábios, será baptizado em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo". <BR>Sabe o que isto quer dizer? <BR class=incorrect name="incorrect" <a>R</A> :. Só pessoas em estado de consciência devem ser baptizados, os baptismos a crianças foram inventados pelos católicos. <BR>Esclarecido?
De AMIGO DA VIDA a 19 de Janeiro de 2007 às 14:18
fique o kavkaz sabendo que Jesus disse "aquele que crê com o coração e assim o confessar com os lábios, será baptizado em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo".
Sabe o que isto quer dizer?
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

fique o kavkaz sabendo que Jesus disse "aquele que crê com o coração e assim o confessar com os lábios, será baptizado em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo". <BR>Sabe o que isto quer dizer? <BR class=incorrect name="incorrect" <a>R</A> :. Só pessoas em estado de consciência devem ser baptizados, os baptismos a crianças foram inventados pelos católicos. <BR>Esclarecido?
De AMIGO DA VIDA a 19 de Janeiro de 2007 às 14:22
Fique o kavkaz sabendo que Jesus disse "aquele que crê com o coração e assim o confessar com os lábios, será baptizado em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo". Sabe o que isto quer dizer?
Só pessoas em estado de consciência devem ser baptizados, os baptismos a crianças foram inventados pelos católicos.
Esclarecido?
De Vota SIM a 19 de Janeiro de 2007 às 16:42
Caro "AMIGO DA VIDA",
Então Cristo também mandou fazer as cruzadas e que se matassem e saqueassem as terras por onde os cruzados passavam. Cientistas que formularam teorias, hoje inrefutaveis, mas que iam naquela época contra a idéia préconcebida da igreja foram assassinados a mando daquela e outros foram obrigados a desdizer-se para que não lhes acontessesse o mesmo "Galileu". Mais tarde em represália pelas novas idéias sobre o cristianismo que surgiram na Europa contra a ditadura papal, de novo, o Papa deu ordem para que organizassem cruzadas contra os novos infiéis: de novo se matou a saqueou milhares de pessoas em nome do mesmo Cristo, muitas delas nem tinham nada a ver com essa revolta, eram mortas apenas porque habitavam em zonas referenciadas como adeptas dos infiéis; Também durante a inquizição, se organizaram caçadas às bruxas, muitas vezes apenas para ficarem com os bens desses infelizes, que revertiam a favor da igreja.
Mais tarde ainda, o transporte de escravos negros para as Américas foi feito com o apoio da igreja, que defendeu, aliás, até certa altura, de que os negros não teriam sequer alma e que por isso não deveriam ser considerados seres humanos. Tal justificou também a deportação de milhões de escravos negros para o Novo Mundo.
Por mais que a igreja procure agora retratar-se desses tempos, a mancha histórica não poderá ser apagada.
Não procure agora a igreja impor o seu ditame, uma vez mais, sobre outras pessoas que penssam de forma diferente. A igreja pode muito bem divulgar as suas idéias no local próprio (a igreja) e nem deveria ter honras de vir à televisão defendê-las.
De AMIGO DA VIDA a 19 de Janeiro de 2007 às 20:25
Caso você não saiba (e já estou a ver que não sabe), Cristo nunca mandou matar ninguém e muito menos incumbiu alguma tarefa aos templários, Cristo apenas mandou pregar o evangelho, para que as pessoas se arrependessem das suas más condutas e mais umas coisas importantes para quem quiser estudar acerca do assunto...Entretanto passados muitos anos o imperador Constantino ao ver o poder que os cristãos tinham e que estavam em pequenos grupos por todo o lado, reuniu todos de forma a abarcar esse poder para o império e unificar as ideias de forma que quem não concordou sabemos nós o que lhes deve ter acontecido, com muitos pormenores que não vale a pena trazer para aqui, e as conquistas " pela força onde iam sempre atrás uns padres de Roma Não foi ditada não por Cristo mas pelos romanos e essa igreja andava sempre colada ao império romano, no entanto mais tarde foram descobertos os escritos deixados pelos apóstolos e apareceu a igreja protestante que são cristãos e não mataram nem perseguiram ninguém... Posso dar-lhe mais uma informação, Cristo disse "A ninguém sobre a terra chameis vosso pai , porque só um é vosso Pai, aquele que está nos céus" motivo pelo qual nem se deveria chamar papa porque quer dizer pai e padre a mesma coisa, nas igrejas protestantes aquele que ministra a palavra de Deus chama-se Pastor. É claro que não se referia aos pais biológicos. Mas a igreja católica tem muitos mais erros muito graves que tenho esperança se possam vir a transformar e a seguir as escrituras deixadas pelos apóstolos . Muita da obra da igreja católica serviu para que muita gente não acreditasse em mais nada mas há muito a pesquisar e a estudar em outras igrejas que seguem os mandamentos de Deus.
De Vota SIM a 25 de Janeiro de 2007 às 10:32
Eis como a falta de um sinal ortográfico altera logo o sentido da frase. As minhas desculpas pela confusão que provoquei. Faltou um ponto de interrogação.

O que queria escrever em 19 de Janeiro de 2007 às 16:42 era:

"Caro "AMIGO DA VIDA",

Então Cristo também mandou fazer as cruzadas e que se matassem e saqueassem as terras por onde os cruzados passavam? Cientistas que formularam teorias,..."

É óbvio que não foi Cristo que mandou fazer as cruzadas, pois tinha morrido à muitos anos e (segundo os católicos) subido aos Céus ao 3.º dia depois da sua morte.


De Anónimo a 22 de Janeiro de 2007 às 14:51
Não caro senhor..não utilize o nome de Cristo em vão e muito menos diga que foi ele que mandou fazer seja o que for.Tudo o que de mau tem acontecido é fruto das acções do Homem.De homens gananciosos, vis, egocêntricos, assassinos sedentos de sangue.
Caro senhor nós Homens é que destruimos tudo...não é Cristo!!!
De luis v a 19 de Janeiro de 2007 às 13:46
O pseudo amigo da vida deve dizer porque é que acha que o feto é uma pessoa, assim não vale a pena repetir e insistir que não sai do sítio.

Para mim uma pessoa é um ser senciente, consciente, autoconsciente, racional e com capacidade para ter relações sociais. Quais são os seus critérios?

As discriminações contra pessoas são baseadas em preconceito e vontade de poder e dominação. São arbitrárias e não universais. Pretendem retirar direitos às pessoas. A despenalização da IVG pretende o contrário, dar direitos às pessoas, neste caso as mulheres.

"Há outras regras para definir o crime que o senhor não sabe."

Você é que não deve saber porque senão teria dito, certo?
De AMIGO DA VIDA a 19 de Janeiro de 2007 às 14:25


Meus senhores, é preciso que a discussão seja focalizada na raiz do problema.
Isto parece a discussão de quem tem em poder uma bomba e discutem se devem ou não deitar a bomba. Sabemos que a resposta seria que na realidade “não podemos é fabricar bombas” porque isso quer dizer que houve uma atitude pouco nobre ao resolver fabrica-la, porque ninguém fabrica alguma coisa sem objectivos… Deus dotou as mulheres e também homens de uma faceta sexual o qual quando utilizada dá origem a sujidade… Isto para mostrar que quando se faz sexo sem objectivos nobres o fruto é porcaria… Quem tem ouvidos para ouvir, ouça…
Os argumentos do “sim” são na realidade anedóticos, de quem tem algum interesse monetário por trás ou então meramente ego exacerbado de pessoas que julgam que têm direitos…
Quem tem direitos sobre o próprio corpo é quem tem direitos para decidir sobre a própria saúde, o que na realidade sabemos que só em altos níveis espirituais se consegue e esses níveis espirituais não se atingem com atitudes rudes. Por conseguinte se alguém não vê poderes em si para decidir sobre a sua saúde também não pode aludir que faz o que quer do corpo e muito menos do corpo do bebé que segundo eu saiba é outro corpo apenas ligado por um cordão umbilical que serve para alimentar a criança … O corpo de cada um não é o corpo da sua mãe. Os poderes que essa pessoa tem são os poderes de quem tendo uma arma na mão é senhor e dono do corpo da situação…
Possivelmente os do “sim” são daqueles que trocam uma vida por uns tostões ou supostos potenciais problemas... Mas fique sabendo que muitos são os que nascem ricos e depois com os percalços da vida ou por opções menos nobres, se tornam pessoas miseráveis, enquanto outros que nascem pobres se têm transformado em grandes homens e mulheres.
O sol nasce para todos e não é você ou outros como você que podem impedir as pessoas de ver o sol... Sexo faz filhos... Quem quer sexo sem filhos é uma aberração da natureza ou está a fazer-se, por cegueira momentânea. Se não tem dinheiro para filhos, deve pensar nisso antes e no dinheiro que gasta em roupas sensuais ao vestir aquelas calças apertadas para despertar o libido aos homens e aos miúdos adolescentes que se desviam da concentração em estudos ao verem professoras e colegas vestindo esse tipo de calças que deixa notar o sexo e depois vão para uma busca de pornografia e manipulação transformando-se em homens
desvirtuados e cegos. .

PODEM FICAR SABENDO TODOS QUE NÃO SÓ NÃO TÊM DIREITO SOBRE O CORPO DA CRIANÇA COMO TAMBÉM NÃO PODEM TER DIREITO SOBRE O PRÓPRIO CORPO QUANDO SE USAM DELE PARA AFECTAR O AMBIENTE POR ONDE PASSAM, ATRAVÉS DE ROUPAS QUE ALTERAM O ESTADO DE ESPÍRITO E A PAZ DOS OUTROS QUE PODEM E TÊM DIREITO DE ESTAR EM ALGUM LUGAR SEM SEREM OBRIGADOS A PENSAR EM SEXO SEMPRE QUE PASSA UMA PESSOA EXIBICIONISTA.

De kavkaz a 19 de Janeiro de 2007 às 15:40
AMIGO DA VIDA

Você tem conversa de padre e de sacristão ! Isso é para as missas ! Não é para a discussão sobre o referendo da IVG ! Você está confundindo a conversa !

A pergunta do referendo é simples: deve a lei mudar ou não ?

Se a lei mudar as mulheres poderão, Sim, fazer a IVG até às dez semanas legalmente, em estabelecimentos de saúde pública, como se faz na grande maioria dos países da Europa. Diminui o aborto clandestino e o sem condições.

Se a lei Não mudar as mulheres vão presas se fizerem a IVG.

Você quer prender as mulheres de Portugal ?

O resto é conversa fiada... E mais nada !
De AMIGO DA VIDA a 19 de Janeiro de 2007 às 20:37
Só que é uma pergunta que tem raízes malignas atrás e por isso é bom termos discernimento e perceber as coisas, caso contrário estamos a ver o fogo da direita e a atirar a água para a esquerda. Quanto a ser padre e sacristão, está enganado mas posso dizer-lhe que felizmente sou alguém que emite palavras para criar vida e construir alguma coisa do mundo depravado que muitos cegos arquitectaram e que nunca se construiu alguma coisa matando, só uma mente muito cega ou com algum interesse maquiavélico se pode pronunciar contra uma coisa que ele mesmo tem... A Vida. .
De cneves a 19 de Janeiro de 2007 às 21:20
Caro "pastor" Amigo da Vida,
Deixe-me ajudá-lo, pois parece-me que se enganou na "porta"...
O "templo" onde ia pregar, é "ali" ao lado...
Celestino Neves
De AMIGO DA VIDA a 20 de Janeiro de 2007 às 18:02
Jesus disse: Eu sou a porta.
Também não sou pastor mas digo-lhe qeu antes parecer um pastor do que um negociante qeu tem uma clinica e quer ganhar muito à custa da morte, ou um politico na recessão que está a espreitar o furo para ter muitos votos vindos dessas mulheres..
Há gente qeu só vive onde há morte e onde não há morte não vive.... parecem hienas à busca na carne seca
De AMIGO DA VIDA a 20 de Janeiro de 2007 às 18:03
Jesus disse: Eu sou a porta.
Também não sou pastor mas digo-lhe que antes parecer um pastor do que um negociante que tem uma clínica e quer ganhar muito à custa da morte, ou um politico na recessão que está a espreitar o furo para ter muitos votos vindos dessas mulheres..
Há gente que só vive onde há morte e onde não há morte não vive.... parecem hienas à busca na carne seca
De kavkaz a 20 de Janeiro de 2007 às 10:05
O AMIGO da VIDA nãorespondeu à pergunta que lhe fiz. Fugiu à questão do referendo. Preferiu continuar a missa.

Repito-lhe a pergunta a que os padres e os sacristãos não respondem. Esclareça lá, a sua posição no referendo, s.f.f.:

Você quer prender as mulheres de Portugal ?

Se você é amigo da vida, então procrie, procrie... não faça como os padres, que não criam Vida e só querem controlar e meter o bedelho na vida dos outros ! Você segue-lhes o caminho ?

Começe já HOJE a criar Vida, amigo !

Cumprimentos
De AMIGO DA VIDA a 20 de Janeiro de 2007 às 18:17
Eu já lhe respondi mas se você não entende, não lhe posso martelar dentro da cabeça. Já percebi que é uma pessoa que não deveria discutir estes assuntos e se calhar dedicar-se a fazer alguma coisa construtiva como estudar algum assunto nobre. Sobretudo parece que fuma e o amigo celestino neves também, pelo menos cuidando pelas vezes que têm tentado mandar fumo para os olhos das pessoas... sabe que fumar é uma atitude destrutiva e cega a pessoa que fuma embrenhando-a numa tal nuvem de fumo que a única coisa que consegue ver são vultos da realidade, depois vê um vulto de uma pessoa e null a atirar pedras a julgar que é um gambuzino mas abra os olhos, sabe que nunca ninguém perdeu por os abrir e antes abri-los agora do que mais tarde. Aproveite e leia os argumentos do "NÃO AO ABORTO" e peça a Deus que lhe dê revelação dessas palavras e vai ver que se torna numa pessoa muito mais feliz. E se quiser já que se dão bem... leve consigo todos os adeptos do sim... assim se não perderem nenhum ano, quando chegarem ao fim do curso estão todos juntos para receber o canudo...
De AMIGO DA VIDA a 20 de Janeiro de 2007 às 18:18
Eu já lhe respondi mas se você não entende, não lhe posso martelar dentro da cabeça. Já percebi que é uma pessoa que não deveria discutir estes assuntos e se calhar dedicar-se a fazer alguma coisa construtiva como estudar algum assunto nobre. Sobretudo parece que fuma e o amigo celestino neves também, pelo menos cuidando pelas vezes que têm tentado mandar fumo para os olhos das pessoas... sabe que fumar é uma atitude destrutiva e cega a pessoa que fuma embrenhando-a numa tal nuvem de fumo que a única coisa que consegue ver são vultos da realidade, depois vê um vulto de uma pessoa e põe-se a atirar pedras a julgar que é um gambuzino mas abra os olhos, sabe que nunca ninguém perdeu por os abrir e antes abri-los agora do que mais tarde. Aproveite e leia os argumentos do "NÃO AO ABORTO" e peça a Deus que lhe dê revelação dessas palavras e vai ver que se torna numa pessoa muito mais feliz. E se quiser já que se dão bem... leve consigo todos os adeptos do sim... assim se não perderem nenhum ano, quando chegarem ao fim do curso estão todos juntos para receber o canudo...
De kavkaz a 20 de Janeiro de 2007 às 23:58
AMIGO da TRETA

Você respondeu NADA !

Você até tem vergonha de afirmar e reconhecer o que se conclui com a posição do Não:

1) Não resolve problema algum porque tudo continuará igual ao que é agora ! Uma vergonha de milhares de abortos clandestinos e as mulheres a abortar no estrangeiro !

2) Desejam prender as mulheres de Portugal porque vocês entendem que devem mandar nelas e são mais que elas !

3) Fazer de Portugal um país atrasado, risota da Europa e subjugado a outros países !

Vocês querem é mandar nos outros ! A sua conversa fanhosa da Vida é conversa de Morto que não tem nenhuma ideia de como resolver os problemas do aborto. A prisão não é a solução !

Se quer ver Portugal ser um país melhor vote SIM ! A clandestinidade tem de desaparecer para se resolver essa chaga social !

As mulheres que precisarem poderão ser ajudadas !
Você gosta de ajudar a resolver o problema do aborto ? NÃO é a sua resposta ! Quer proibir, como agora, mas tudo continua às escondidas !

Você quer prender ! Uma vergonha ! Prender centenas de milhares de mulheres ? Lírico e Ditador ! Irrealista !

Por tudo isto a lei Não presta.

Vota-se SIM para mudar a lei !
De Anónimo a 22 de Janeiro de 2007 às 12:07
Resposta ao Sr. Kavkaz:

Que soluções trará o aborto?

1- Acha que o aborto é solução para qualquer situação? Pensa que por artes mágicas se o aborto é feito com base nas dificuldades financeiras, após o aborto elas deixaram de existir? Trará a resolução para a mulher, que depois disso precisará ainda de gastar mais com apoio psiquiátrico, ou com os problemas de saúde que o aborto acarreta! Sabe que o aborto legal ou ilegal é muito violento também para a mulher e que lhe causará danos na sua saúde (como o cancro do útero ou da mama), ou não sabia?

2- Fala em cenenas de milhares de mulheres presas por causa do aborto! Diga-me onde é que viu isto, porque em 30 anos, no nosso país, não houve uma única mulher que fosse presa por abortar! Esse argumento é pura demagogia!

3- A mulher manda no seu corpo, mas o que está em discussão não é um tumor, nem tirar o apêndice, mas sim um ser novo, com um corpo próprio, com sentimentos próprios e com um coração que já bate, e que também não é insensível à dor, ou também não sabia disso?

4- Portugal é um país atrasado? E desde quando matar é sinónimo de desenvolvimento? Em qual desses países deixou de haver miséria? O caso da Alemanha promover a natalidade não lhe diz nada? Pois, é que afinal a resolução dos problemas não passa pela morte de outros... mas sim pela Vida!

5- Quanto as mulheres serem ajudadas sou 100% de acordo, mas não com o aborto. Elas devem ser ajudadas a melhorar as suas condições de vida, terem formação e informação. Participarem nas consultas de planeamento familiar, ajudadas com apoio psicológico numa gravidez não planeada. Devem ser ajudadas com políticas e leis que promovam a sua condição de mãe, e não com aquelas que possibilitam a pressão ao aborto, como o caso da lei da ministra de educação que penaliza as professoras pelo tempo que dispõe com a maternidade... Isto sim é um país vergonhoso, onde às mulheres lhes é negado a participação activa da vida dos filhos!

Por tudo isto, e porque o aborto não é solução para nada, e ninguém pode fazer a previsão da vida daqueles que ainda não viram a luz do sol... voto NÃO!
O ser humano merece mais do que desprezo... NÃO AO ABOTO!
De kavkaz a 22 de Janeiro de 2007 às 15:35
Resposta ao anónimo:

É bom que compreenda o assunto do referendo. Muda-se a lei em vigor ou não ?

SIM, muda-se a lei para as mulheres não serem presas por praticarem o aborto até às dez semanas !

NÃO se muda a lei e elas continuarão a ser criminalizadas e presas se a lei for cumprida !

É só isto o que o referendo discute. Mais nada !

Tudo o resto será blá-blá, blá-blá !

Passemos agora ao blá-blá, blá-blá:

1. O aborto não é para SI a solução. Para muitas mulheres é a última solução ! Caso contrário não se sujeitariam às parteiras clandestinas e/ou a ir a Espanha. Isto é fácil de perceber. É a Vida real !

Assim, o que se pretende com a alteração da lei é evitar estas humilhantes e indignas situações acima indicadas ! Passariam a ter apoio médico qualificado e evitar-se-iam muitas complicações e até mortes de mulheres pelo aborto mal feito. Ajudava-se e apoiava-se quem precisasse e o solicitasse. Em vez de as perseguir e prender ! O apoio psiquiátrico de que falou também é derivado aos perseguidores inconscientes do Não !

2. Quando falei em centenas de milhares de mulheres presas estou-me a referir à situação da lei em vigor, se ela fosse cumprida. Felizmente, nem os juízes a querem aplicar. É irreal e injusta. Pois é esse o número real de abortos já praticado em Portugal, ao longo dos anos, segundo algumas fontes. Como a lei não foi aplicada ainda ninguém está preso, apesar de várias mulheres terem sido já condenadas com pena suspensa. Isto você não pode negar ! Ora se a lei manda prender e, apesar dos milhares de abortos feitos, ninguém está preso, a lei é estúpida e deve ser alterada. A lei deve ser realista e actuante, não para “inglês ver” ! Para quê uma lei irreal e morta ? A demagogia é toda dos partidários do Não que querem uma lei que manda prender e depois dizem que até nem desejam ter as mulheres presas !

3. A estória do “coração que bate” é uma verdade, mas enganadora. O coração não é o definidor da existência da pessoa humana ! Isso é apenas uma questão de fé ! É individual. Cientificamente, é o cérebro e a existência do sistema nervoso central que são definidores da existência do ser humano na proposta do SIM. Até às dez semanas não há ser humano ! Mais explicações alongariam imenso esta minha intervenção.

4. Portugal não é um país atrasado ? Você está a brincar.. A expressão «matar» é utilizada como arma de arremesso do Não, sem ter em conta as condições da Vida real das pessoas. Não se importam de prender as mulheres... não se importam que estas morram esvaiadas em sangue nas parteiras de vão-de-escada, não se importam que mães e filhos vivam paupérrimos uma vida inteira e não se amem... É preciso é que a mulher faça tudo o que o padre manda !

Chamo-lhe a atenção que o aborto já é permitido por lei em certas situações. Então, proibe-se o aborto ou Não ? A lei manda já «matar» e você Não protesta ? Ai, essas incongruências ! Seja coerente !

Recordo-lhe que o homicídio pode levar à cadeia até 25 anos. Se acha que estão a matar um ser humano porque é que os partidários do Não só pedem três anos de cadeia ? Se calhar é porque Não é um ser humano ainda...

5. Se quer ajudar as mulheres não pode mandar prendê-las, como manda a lei ! Grande ajuda ! Daí a lei, SIM, ter de ser alterada. Só isto !

As mulheres em Portugal têm tido sempre um papel de segunda categoria. Só depois do 25 de Abril de 1974 conseguiram subir, mas ainda não alcançaram bem o estatuto de emancipação que uma Sociedade desenvolvida lhe deve reconhecer. A alteração da lei permite-lhes dar a possibilidade de tomar decisões que até agora lhe são proibidas ! Elas são inteligentes e podem decidir ! Vamos apoiá-las ?

Eu voto SIM !

Os meus cumprimentos
De Anónimo a 23 de Janeiro de 2007 às 09:04
"É preciso é que a mulher faça tudo o que o padre manda!"

Cá estamos outra vez com a teoria do sim... a perseguição à igreja por se ter manifestado!
A questão do aborto não é uma questão religiosa, mas sim de ética e de respeito pela vida humana!
Acha que as pessoas que defendem o Não, não tem capacidade de discernimento para distinguir o bem do mal, o certo e do errado, o que é um ser humano e outro animal qualquer?
Somos contra o aborto porque defendemos a vida, tanto da mãe como do filho, bem ao contrário de si que parece viver na selva onde os mais fracos em vez de serem defendidos e apoiados servem de alimento aos predadores!
De Anónimo a 23 de Janeiro de 2007 às 09:42
Caro Anónimo,
Eu também sou contra o Aborto!!!E o que vejo é que os defensores do sim deitam as culpas para a igreja.Eu sou católica,vou a missa e no entanto uso preservativo.Não é por ai que vou para o "inferno".Até porque prefiro utilizar o preservativo e matar os espermatozoidos do que matar inocentes!!Se por este meu acto for condenada perante a lei de Deus não me importo, até porque prefiro que seja por isso do que por ser conivente com a morte de vidas inocentes.
De Anónimo a 22 de Janeiro de 2007 às 14:57
E tudo o que o senhor escreveu aqui é o quê????Não é manipulação?Frieza e desrespeito pela vida humana!
Faça um aborto a si proprio quem sabe assim deixa de dizer disparates.
Enquanto existirem pessoas a pensar como o senhor, ai sim nunca mais chegaremos a lado nenhum.Ai então poderá dizer que:"3) Fazer de Portugal um país atrasado, risota da Europa e subjugado a outros países!"
De Anónimo a 22 de Janeiro de 2007 às 14:59
Este último comentário é dirigido a kavkaz .
De kavkaz a 22 de Janeiro de 2007 às 19:26
Anónimo,

Você está bem enganado sobre mim !

Aquilo que você diz é pura ilusão sua !

Há muita coisa que você não entende e a culpa Não é minha !

Cumprimentos
De Anónimo a 23 de Janeiro de 2007 às 08:52
E aquelas que o senhor não entende, ou melhor que distorce a verdade para prevalecer os seus argumentos?
Quanto ao Portugal atrasado... é uma verdade, pois só com os seus argumentos podemos ver o quanto desse atraso...
Pela VIDA vamos todos votar NÃO!
De kavkaz a 23 de Janeiro de 2007 às 12:10
Anónimo

Vote o que quizer (é-me indiferente), que eu farei o mesmo !

Eu voto SIM porque a lei em vigor já provou ser um aborto !

Voccê deveria votar SIM, pois até diz que é contra os abortos !

Falar da Vida em abstracto é conversa de padre. Eu não vou na retórica dos solteirões sem experiência da Vida !

Cumprimentos !
De Anónimo a 23 de Janeiro de 2007 às 13:00
O seu voto para mim tb não diz nada!!!Agora o meu voto o Sim nunca o irá ter.
Por vezes ganha-se e perde-se por um voto...o meu esse não o dou a pessoas como o senhor.
Cada um tem a sua opinião..o senhor tem a sua..tudo bem, fique com ela eu tenho a minha e estou contente com ela.
Quando tudo isto der para o torto..quero ver como é que então se irá resolver o problema.
E quem diz ao senhor que eu sou um solteirão???Isso já é conversa de pessoas frustradas com a vida.
Já agora, aqueles comentários dos´"anónimos" não são todos meus, por isso não ande por aí atirar pedras no escuro.

De kavkaz a 23 de Janeiro de 2007 às 13:26
Anónimo,

Não esteje nervoso !

Os solteirões, sem responsabilidades familiares e sem pagar os custos de ter filhos, criá-los, educá-los sabe-se bem quem são... São os que falam do púlpito e muito, mas não tem experiência de planeamento familiar e até têm horror a essa coisa !

Você Não atingiu o que eu escrevi. Teve dificuldades em compreender o que eu escrevi. Quem é contra o aborto Não deve gostar de uma lei morta, inútil e injusta. Eu voto Sim, por uma lei com Vida !

Eu Não sou frustado pela Vida. Eu, Sim, sou a Vida !

Entendeu-me agora ?

Cumprimentos
De Anónimo a 23 de Janeiro de 2007 às 14:02
Então Caro kavkaz acha mesmo que votar sim é o melhor?
"Eu voto Sim, por uma lei com Vida !"
Uma lei com vida?Mas que mata vidas verdadeiras e iniocentes!Pensa que eu também não quero que as coisas mudem?Que a nossa sociedade evolua?Claro que quero!!!Mas não é por votar sim no maldito referendo que isso vai acontecer!!!É este o meu ponto de vista..não é a sacrificar vidas inocentes,muitas vezes geradas por irresponsabilidade que chegaremos a um Portugal melhor.
O nosso sistema é que tem que mudar de forma a garantir uma vida em condições a todos nós...cada um de nós tem que mudar e deixar de ser egoísta.Vivemos num páis onde a corrupção é o prato principal,onde os simples mortais sobrevivem com o salário mínimo,onde se tem que pagar ao estado para dar uma boa educação aos nossos filhos, onde jovens fazem do sexo uma brincadeira de recreio,onde as pessoas preferem deitar um pão fora em vez de o dar a um pobre!!!!!!!!!!!É isto que me revolta...viver num país onde a política reina e o pobre acarreta com as consequências....viver num país cada vez mais pobre,com uma taxa de desemprego elevadíssima...com salários de m...!!!!!Isto tudo é que tem que ser combatido...e não seres tão indefesos que nunca pediram para serem gerados.
Desculpe mas não tive a intenção de o ofender!

Cumprimentos!!!
De kavkaz a 23 de Janeiro de 2007 às 14:30
Anónimo,

Já lhe tentei explicar que o que está em causa é, apenas, a lei em vigor. esta manda prender as mulheres que fizeram a IVG.

Estando nós em acordo, ou desacordo, com a IVG as mulheres não podem ser sujeitas aos vexames que já vimos e, muito menos, ir presas ! É o que eu penso ! Por isto, quero que a lei mude e voto SIM, pela alteração da lei. Não se prendam as mulheres !

O problema do aborto pode-se continuar a resolver. Uma coisa lhe garanto ser Verdade e ser Vida. Enquanto houver mulheres à face da Terra haverá sempre abortos (e sempre os houve). Disso, nem o mais papista conseguirá evitar !

Então que sejam feitos com alguma dignidade, não em Espanha !

Cumprimentos.
De Ao Sr. Anónimo a 23 de Janeiro de 2007 às 14:10
Eu pergunto...
Como quer o Sr que o kavkaz não atire pedras no escuro se onde ele está não há nenhuma luz???
Onde está a luz não permanecem as trevas.
Por isso se vêm tantas pedras a voar sem direcção...
Os adeptos do "sim ao aborto" são como cegos a atirar pedras aleatoriamente e além de cegos são surdos, porque está muita gente iluminada a gritar-lhes o caminho mas eles preferem cair no barranco.
De Anónimo a 23 de Janeiro de 2007 às 14:28
Por acaso sou senhora..e sim,a cegueira da alma é dos piores males do ser Humano!!!
O que eu vejo é que já não adianta falar para a grande maioria dos defensores do SIM.Eles têm estas cantigas que para aqui "cantam" tão enraizadas na alma e no pensamento que creio que nada os fará mudar!!!
Eu também não estou aqui para os fazer mudar de ideias..até porque eu não sou ninguém para fazer isso.Apenas quero mostrar a estas "almas" que este referendo é um engano,uma ratoeira política..e que o verdadeiro problema está na nossa sociedade. E claro,o aborto não irá ajudar em nada!!!!!
De À Srª D. Anónima a 23 de Janeiro de 2007 às 15:54
Custe o que custar, parece que alguém vai ficar do lado daqueles que preferem viver em trevas.
O próprio Jesus disse que larga é a porta que conduz à perdição e muitos vão passar por ela e estreita é a porta que conduz à salvação e são poucos os que vão dar com ela.
O que está enraizados neles é o egoísmo , egocentrismo. Eu sei a dor que é permitir ou incentivar uma namorada a faze-lo, infelizmente passei por isso e um filho com 14 anos que poderia ter, nem tenho nem sei o que lhe poderá ter acontecido a nível espiritual. Pedi perdão a Deus e sei que perdoa a todo o que se arrepende de coração, mas essa perda é insubstituível. Já na altura era contra mas deixei-me levar pela pressão e na realidade também não tive quem me incentivasse ao contrário. Quis realmente acreditar que aquilo qeu ela tinha na barriga ainda não era nada, mas depois a senssação diz qeu afinal era alguma coisa muito importante que ali estava.
De Anónimo a 2 de Maio de 2007 às 22:56
oi merda tudo isso! não se tem uma resposta das pesquisas que o google encaminha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1
De kavkaz a 23 de Janeiro de 2007 às 14:37
Ilustre desconhecido que escreveu « Ao Sr. Anónimo»:

Vejo que percebe de luzes e de escuridão. Será electricista ou padre ? :)

Essa de «atirar pedras» é pensar que não se pode dizer o que se pensa e que deverá haver na Sociedade um pensamento único. Não estamos no Vaticano !

Não atiro pedras, isso dá muito trabalho. Se quizesse atirar algo seria preferivel eu atirar alguma coisa que fizesse mossa a sério ! :)

Cumprimentos.
De versiculos da Biblia - (1ªJoão 3:1-8) a 23 de Janeiro de 2007 às 16:03
8 Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo.
9 Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus.
10 Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus.
De kavkaz a 23 de Janeiro de 2007 às 16:11
Não chame para aqui a Bíblia ! Isso é uma questão de fé sua e não nos dê aulas da sua religião. É abusador !

O que está em discussão é uma lei para Portugal, não é o catecismo ! Poupe-nos, p.f.

Os meus cumprimentos
De Exonerado do blog a 23 de Janeiro de 2007 às 16:26
FALAR CONSIGO É PERDER TEMPO... NÃO TEM DISCERNIMENTO NEM ENTENDIMENTO...
De Ridiculo!!!! a 23 de Janeiro de 2007 às 16:11
Se calhar sou alguém que lhe poderia ensinar algumas coisas que não lhe ensinaram a tempo e horas. Mas prefiro pedir a Deus que Ele lhe possa dar um vislumbre de luz para que você ainda se possa arrepender dessa arrogância ignorante, para que você caia em si e acorde do estado de hipnotismo em que está... Experimente pedir perdão a Deus vai ver que se vai sentir logo melhor.
No entanto está escrito
(Mateus 7:6)
Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem.
De kavkaz a 23 de Janeiro de 2007 às 16:18
Ridículo !!!

Você assinacom o nome apropriado ao comentário que fez !

Quer dar lições, quer isto, aquilo... e um palito e um jornal não quer ?

Dê o seu voto, pois em democracia cada pessoa tem direito, que os outros farão o mesmo !

Se você não deita aos cães e aos porcos é lá consigo... eles nem precisam de pérolas. Basta-lhes comidinha !

Pérolas, ouro, insenso e marfim é que são para os reis e os deuses. Eu passo bem sem isso.

Os meus cumprimentos.
De Anónimo a 23 de Janeiro de 2007 às 15:14
Eu tenho respondido às suas atrocidades e sou Mulher e Mãe, com muito orgulho!
Porque amo a vida, independentemente das coisas boas e menos boas que tenho vivido, sou contra o aborto, pois todos os seres humanos tem direito a nascer, a ver a luz do dia!
De kavkaz a 23 de Janeiro de 2007 às 15:26
Anónimo

Poderia arranjar um nome diferente, mais giro !

Só tenho de lhe dar os parabéns por ser Mulher e Mãe.

Assim, como tem o direito de decidir, reconheça nas outras mulheres o mesmo direito que Você tem.

As «atrocidades» de que falou são impressão sua. Quando se fala usa-se alguma linguagem diferente das pessoas que não pensam como nós. Não são «atrocidades» !

Você não ama a Vida mais do que os outros que querem a Vida das mulheres fora das prisões !

Ter filhos sem condições ou não os desejar não é Vida, é infelicidade para toda a família. Só perceberá isso quem viver assim !

Cumprimentos.
De Anónimo a 23 de Janeiro de 2007 às 17:25
Ainda não me disse onde é que está na prisão uma mulher que tenha abortado?
De kavkaz a 23 de Janeiro de 2007 às 18:02
Anónimo

Você parece que Não percebe, nem quer perceber. Assim, é impossivel chegar a uma ideia comum !

Não está ainda ninguém na prisão porque ninguém quis aplicar a prisão às mulheres, pois entenderam que isso não se justificava. E sabem que há milhares de mulheres que já praticaram o aborto.

Recordo-lhe que há já dezenas de mulheres que foram chamadas a Tribunal, acusadas, vexadas. Algumas delas foram condenadas com pena suspensa. Isto é inaceitável !

Muitas mulheres souberam-se defender. Outras não reconhecem que já abortaram. Por tudo isto não há mulheres na prisão. Mas a lei EXISTE ! E mandará para a prisão quando se provar que o «crime» existiu !

Você leu a lei ? Percebe-se que Não a conhece !

Conheça a lei em vigor aqui, por exemplo:
http://www.apf.pt/leis/lei04.htm

A lei incrimina a mulher e manda prendê-la. Ora isto não é aceitável já na esmagadora maioria dos países da Europa. Portugal tem de mudar a lei e deixar de incriminar as mulheres. O aborto não pode ser crime !

Percebo que pode não lhe ser fácil entender o ponto de vista das outras pessoas com opinião contrária. Também não significa que eu goste do aborto. pelo contrário. Mas não deixo de estender a mão e ajudar a mulher que por necessidade extrema o solicite !

E, a complicar o nosso entendimento, há uma série de definições filosófico/religiosas/científicas que não coincidem.

Respeito a sua opinião, mas o que eu sei e conheço «obriga-me» a votar SIM. Com plena responsabilidade e consciência.

Os meus cumprimentos.

Comentar post

.NÃO

-Reacção de Marques Mendes(SIC)

-Reacção de Ribeiro e Castro(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo Não(SIC)

.links