.SIM

-Reacção de José Sócrates(SIC)

-Reacção de Jerónimo de Sousa(SIC)

-Reacção de Francisco Louçã(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo SIM(SIC)

-Especial SIC
Últimas notícias
O Referendo nos Blogs

.posts recentes

. (sem assunto)

. ...

. Bom dia..

. ...

. apoio monetário

. ...

. despenalização do aborto

. Promulgação do Presidente...

. Vigarice

. concordo

.arquivos

. Novembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. aborto

. abstencao

. casal

. celulas

. choro

. condições

. coragem

. crianças

. crime

. debates; sic; aborto

. democracia

. deputados

. desabafo

. despenalizacao

. despenalização

. despenalizado

. despenalizar

. direito

. duvida

. escravatura

. espanha

. estado

. familia

. feto

. governo

. hipocrisia

. igreja

. infértil

. ivg

. jose policarpo

. justica

. legislacao

. menino

. moralista

. morte

. mulheres

. opiniões

. parlamento

. pena morte

. politicos

. portugueses

. ps

. referendo

. vergonha

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds

Terça-feira, 24 de Outubro de 2006

Com que direito?

A mulher é dona do seu corpo. Correcto.
Agora esse facto não lhe dá direito de decidir se o seu filho vive ou morre. Então o sitio que aparentemente seria de maior protecção para um bébé que é o ventre da mãe torna-se no espaço onde será assassinado pela própria mãe?
Com que direito tira-se uma vida humana sem condenação. E você era capaz de matar um filho seu?
Sim porque, só posso admitir que quem vota a favor da despenalização ou não é pai ou então não ama os filhos ao ponto de os matar, que raio de pais vocês são?
Parece que estamos a falar de matar um cão. Abram os olhos estamos a falar de bébés, os vossos filhos.
Depois vem aquela que em espanha também se faz portanto também deviamos fazer igual.
Ok em espanha também é uma monarquia, vamos mandar o Sócrates abaixo e entregar o país o D. Duarte de Bragança. Tenham juizo, não porque os fazem que temos de copiar.
Na holanda também a venda de droga é livre, vamos copiar também?
publicado por comunidade às 11:15

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Muita hipocrisia

Não percebo mas não percebo mesmo o frenesim da vontade de referendar o que
já está na lei. Já é permitido abortar! Mas não como quem mata uma formiga
que tem a pouca sorte de ser esmagada por um traseunte. Os casos legítimos
estão na lei Cumpra-se a lei Os casos de violação estão lá, os casos de má
formação estão lá, etc , etc. Não estão lá os abortos de bebés gerados por
que num dado momento houve vontade de sexo e o acto foi praticado sem os
devidos cuidados. Pergunte-se a uma adolescente ou a um adolescente se sabe
ou não como se evita a gravidez Não sabem? Ai não que não sabem. E outra
coisa que não passa na cabeça de ninguém de boas intenções : porquê as dez
semanas?
publicado por comunidade às 10:58

link do post | comentar | favorito

Liberdade

A questão ultrapassa o assunto do aborto, tem mais a haver com o direito do indivio fazer opções que é a base da liberdade e da democracia.
O não não permite usar a sua consciência, o sim da sempre direito de opção: ou faz ou não faz.
Este processo basico da democracia é o pilar das sociedades livres, obviamente poderá levar a alguns excessos mas esse é o preço a pagar por viver numa sociedade democratica.
Pedro Vasconcelos
publicado por comunidade às 10:31

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Aborto...Sim ou Não?

Bom Dia!
Caros leitores, tenho 34 anos, sou empresário, casado e...um filho com 8 meses!
Talvez eu seja suspeito para falar do assunto, mas tenho que dar a minha
opinião...como pai!!! Ter um filho, carne da nossa carne, sangue do nosso
sangue, é de facto algo que não há palavras para expressar! Um filho é uma
coisa maravilhosa, é o elemento que falta para acabar com a monotonia de um
casamento, para nos elevar a moral para o futuro, para que uma nação não
pare! No entanto há casos e casos! Que eu saiba o aborto é um acto praticado
pelas mulheres mais jovens, aliás, a maior parte ainda crianças! Mas afinal
que tem a culpa no meio disto tudo! Acho que uma miuda com 17, 18 ou 20 anos
não tem ainda a formação em medicina...ou será que na net já aparece:
"Como fazer um aborto em apenas 3 passos! Fácil, Simples e poupa os seus
pais"! Por acaso já alguém viu isto??? Não!! E então quem faz os abortos?
Ninguém fala neles? E a Igreja que raio quer afinal? Ora dizem: "Não usem o
Preservativo", ora dizem "É crime fazer aborto"! Caros leitores, penso que
este tema, tal como ter um filho, não há palavras que definam ou expressem o
que é ou deixa de ser! É muito complicado para todos nós! Mas uma coisa
tenho a certeza! A igreja não devia interferir neste assunto de forma alguma!
Os cidadãos através das suas boas ou más experiências é que devem decidir!
publicado por comunidade às 10:29

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

...

Questão controversa não????... Concordo perfeitamente com a despenalização
do aborto e isso não quer dizer que concorde que a IVG seja usada como método
anti-concepcional!!!! De todo! Nem pensar! Concordo sim, que a mulher seja livre
para decidir o que fazer com o feto que cresce dentro de si! O que me dizem de
uma adolescente, ainda uma criança, se olharmos bem para trás e nos
lembrar-mos da nossa adolescência, ter outra criança para cuidar??? Que drama
passará esta adolescente quando se vir a braços com um ser maravilhoso mas ao
mesmo tempo tão frágil, tão sedento de afectos e cuidados? Que educação
terá esta nova criança? Como crescerá esta nova criança? Com uma mãe que,
muito provavelmente, deixou de estudar, de brincar como as outras raparigas da
sua idade, com uma Mãe que... não consegue ser Mãe! Ela própria ainda
necessita de tantos cuidados... necessita tanto da sua própria Mãe...
Tentem pôr-se no lugar de uma Mãe que o faz! Será pouca a dor??? Não falo da
física, porque essa, tudo apaga,... mas a que vem cá de dentro, a que corrói
todo o corpo, todo o peito, a que consome por dentro como chamas!
Não condenem quem, em momentos de desespero e sem condições (físicas,
mentais, psicológicas e monetárias) o faz! Pensem nisso e... SIM à
despenalização!
publicado por comunidade às 10:00

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sim ao abordo

(Sou a favor) porque por vezes á um problema, só tem filhos quem quer, porque muitas das vezes uma mulher diz ao seu namorado que está grávida e ele vira-lhe as costa, e ela fica abandonada, os maridos cada vez mais a abandonar as mulheres e os filhos ficam por vezes na maior miséria, no nosso País que condições dão a estas mulheres? que por vezes nem podem trabalhar porque as crianças são muito pique nas,as Creches são um dinheirão a alimentação é como se vê, as casas que recolhem crianças abandonadas, estão cheias!!! Afinal querem mais miséria nestes País? A ADOÇÃO de que ir ser mais fácil onde está?
publicado por comunidade às 09:51

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Aborto

Ligamos a televisão e deparamo-nos constantemente, com aborto para ali,
aborto para acola, aborto, aborto, aborto, PAREM. Será que não percebem que
existem milhares de casais que como eu tentam há anos uma gravidez falhada e
quando pedem ajuda, o nosso sistema nacional de saude põe-os á espera anos,
por um atendimento digno. Se telefonamos a perguntar se as consultas estão
atrasadas, tratam-nos com indiferença, dizendo que estão cansados de nos
atender, sem saber que somando todos os descontos para impostos mensais,
pagemos uma bendita inseminação de 3 em 3 meses. Atrevo-me a dizer, ESTOU
CANSADA DE LUTAR POR ESTE PAÍS, VALE A PENA LUTAR?
publicado por comunidade às 09:50

link do post | comentar | favorito

Mais uma opinião duvidosa

É verdade que se se faz um aborto esta-se a assasinar alguém, mas existem casos que por uma razão de consiência e justiça social têm tendencia a justificar o acto horroroso, estou-me a referir a casos de violação, de pobreza, e exclusão social da qual quando não ha enterrupção da gravidez o resultado é meus senhores crianças inflizes sem futuro com grandes possiblidades de se tornares potenciais criminosos e acabarem a sua vida num tiro disparado por um policia ou outro criminal, ou então na cadeia a dar despesa ao estado, ou então em instituições pagas por nós contribuintes. dá que pensar...
Com tudo eu sou pela vida, mas... às vezes duvidoda.
publicado por comunidade às 09:24

link do post | comentar | favorito

...

Apregoa-se a todos os ventos que a população portuguesa está a
envelhecer a olhos vistos. Como é possível rejuvenescer a população se
vão incentivar o aborto? O aborto é uma coisa que não pode ficar em
listas de espera nos hospitais, portanto, cirurgias urgentes vão para
listas de espera. Não ´admissível que assim seja. Há tanta maneira de
evitar filhos!!! Pena tenho que o aborto não fosse legal na altura em
que os nossos politicos de hoje foram concebidos, nessa altura eu
apoiaria o aborto com todas as minhas forças pois hoje estariamos livres
de tanta incompetência.

Zé português.
publicado por comunidade às 09:14

link do post | comentar | favorito

Despenalizem os assassinos

Não entendo como isto se torna possível num Pais que se diz Cristão (
perdão, com o Mario Soares tornou-se agnóstico).

Os cientistas estão todos de acordo que após a fecundação existe vida no
seio materno. Se existe vida ,ao praticar-se o aborto está a assassinar-se
um ser humano. Se se assassina quem pratica o aborto é um assassino
Normalmente este crime é punido com prisão.

Um aspecto que muitas vezes se não discute, tavez porque não convém, é que
ao praticar-se um aborto está acometer-se um duplo assassínio - o do bébé e
a da consciência de quem o pratica. Estas pessoas jamais serão as mesmas
depois de praticar um aborto Quantas noites de insónia terá a mulher que o
praticou, quantas lágrimas derramará ao ver o filho de uma amiga a brincar
num jardim florido! NÃO ABORTO, NÃO
publicado por comunidade às 08:45

link do post | comentar | ver comentários (43) | favorito
Segunda-feira, 23 de Outubro de 2006

Decidam

Estamos num mundo que não dá valor à vida e banaliza o valor da maternidade.
Existem expressões que revelam a nossa imaturidade e irresponsabilidade. “É
um drama ver mulheres com uma gravidez indesejada”. “Criar um filho dá muito
trabalho e custa muito”. “Dar a luz, para o abandonar nas ruas e passarem
fome”. “Tenho a liberdade para decidir o meu corpo”…. Tantas expressões que
me causam arrepios.

Faço umas perguntas a quem é a favor do sim: existem meios de evitar a
gravidez? Sim ou não? Ou estamos na idade da pedra? Não sabemos nos
prevenir, ou temos a cabeça nos órgãos genitais? Temos amor à vida? Não
pensamos e depois não queremos assumir os actos de nossa irresponsabilidade.
É mais fácil tirar uma vida do que a gerar e criar. O sim é um atestado da
nossa irresponsabilidade e imaturidade.

Eu não condeno quem fez ou faz o aborto. Só quero ajudar a entender que a
melhor solução para o problema não é o aborto. Temos que assumir os nossos
actos e ter responsabilidade. Não sejamos irresponsáveis ao ponto de criar
um drama para o pai, a mãe e para o ser vivo em gestação. O votar “Não” é
dizer que somos homens e mulheres com maturidade e queremos assumir os
nossos actos com responsabilidade e coragem. E somos contra a morte de vidas
inocentes, e afirmamos que a vida é inviolável.



José
publicado por comunidade às 17:56

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

...

Hoje em dia só engravida quem quer. Foi pena as mães dos que concordam c/o
aborto não os terem abortado, principalmente de que quem fazem as leis,

Talvez se isso tivesse acontecido não tínhamos tantos iluminados na
assembleia.

Se o aborto for por motivos de saúde , ou má formação do feto tem
desculpa, se for porque não estava nos planos de vida, porque não se quer
assumir o erro da irresponsabilidade é condenável.. Quem concorda c/o
aborto e o pratica voluntariamente deve ser punido porque está a matar gente
inocente , que não tem culpa dos erros dos adultos .
publicado por comunidade às 09:04

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Vida No Ventre

Alguém já teve a feliz oportunidade de assistir o Documentário do Canal National Geographic intitulado Vida No Ventre? Aconselho-vos a assistirem.
Sempre pelo NÃO
publicado por comunidade às 03:43

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Despenalização do Aborto

BackGrnd.jpg


Eu penso que o que se discute aqui não é se é correcto ou não o aborto
Podemos ficar a discutir isto até ao fim do Mundo e ambos os lados terão
argumentos válidos . O que se pretende aqui não é a mágica de que por ser
despenalizado ,vai passar a acontecer com menos frequência,as estatisticas
no resto da Europa isso o negam. O que se pretende é dar as mulheres que o
queiram fazer a segurança de o fazerem sem risco de vida nas parteiras ou
outros carniceiros sem escrupulos.Cada um por valores morais ou religiosos
deve ser senhor das suas próprias ideias e livre de tomar as decisões de
acordo com a sua consciência. Se for um filho de uma violação é tão uma vida
como aquela que foi feita com consentimento,essa nova vida não tem é
prioridade sobre a vida de quem a consebeu.
Sou pelo direito e respeito que devemos a todas as mulheres neste Mundo,
elas sabem sempre o que lhes serve melhor,deixemos que possam exercer esse
direito e opção em segurança.

Carlos Pinto
publicado por comunidade às 00:23

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

referendo

A minha opinião acerca deste assunto
é muito simples,o corpo é da mulher e
cada qual faz o que entender.
Não é os politicos que mandam no corpo de cada um.ELAS é que têm que
decidir na hora certa.OS HOMENS nao
deviam nem sequer poder votar é um tema exclusivo para mulheres.
saudaçoes.
publicado por comunidade às 00:05

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Domingo, 22 de Outubro de 2006

ABORTO

Aborto!

Mas o que é isso SENHOR!

Com tanto carinho que vieste a este mundo, o qual o homem perdeu toda a
razão;

Aonde chegou a cultura deste pobre País, é pena que os nossos Ministros,
Presidentes não tenham olhos ou ouvidos, para verem, ou ouvirem, nas nossos
rádios, e televisões, qual

É o programa de cultura enviado ao Publico por um destes transmissores?
Nenhum.

Televisão: Só se fala em milhões de euros, Politica ou Futebol, e é esta a
nossa cultura?

Sempre pensei que um dia!... Houvesse um destes senhores que fizeram Altos
estudos e que se dizem grandes inteligentes, soubessem gerir o nosso País
com outras maneiras.

Em qualquer um dos canais da televisão, menos o 2º canal que ainda tem um
pouco cultura, mas quanto ao resto é só uma charada.

Quando um pobre cidadão, com o segundo grau da escola primária, chegou ao
ponto de escrever estas simples palavras, talvez mal exprimidas, mas com um
certo significado!

É por que isto vai verdadeiramente mal.

Pois é verdade: Como dizem algumas frases neste jornal, que normalmente se
diz a verdade. Pois o governo bate palminhas, é normalíssimo! Pois há um
Provérbio que

Diz: (Dividir para melhor Reinar). Quanto menos ovelhas tiver o rebanho
melhor as poderemos as guardar, não acham? Quanto menos escolas houverem
menos concorrência

Haverá? Portanto só peço a essas mães que pensem bem antes duas vezes se o
que tem dá para comprar o pão ou não!

E por hoje já chega.

Alex
publicado por comunidade às 23:39

link do post | comentar | favorito

Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez?

Eu sou completamente a favor da despenalização do Aborto.
Meus amigos, o aborto não é um problema dos tempos de hoje, já no tempo dos nossos avós existia esse problema, e eu acho que nesse tempo era bem pior pois as mulheres, faziam abortos clandestinos em casa, hoje tambêm isso acontece e se a despenalização voluntária da gravidez não for aprovada; não é por isso que o Aborto vai acabar pq há quem o faça sem ir para o hospital.
Eu, conheci a história de uma rapariga que ficou grávida e escondeu sempre o seu filho por ser cheinha negando sempre á familia que estáva gravida e depois quando começou com as primeiras contracções ela escondeu-se no quarto e sozinha provocou o parto e de seguida enrolou o embrião e foi colocá-lo sem ninguem dar por nada no caixote do lixo.
E agora eu pergunto: É melhor assim ou é preferivel fazer o aborto com as minimas condições de higiene e limpeza num hospital?
Pensem nisto e se todos vocês forem a meu favor peço-vos para votarem Sim na despenalização da interropção voluntária da gravidez!
publicado por comunidade às 23:33

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

despenalização

Enquanto o aborto fôr penalizado as clínicas enchem-se de dinheiro livre de impostos.
Todos cometemos erros e ficar gravida pode ser um erro corrigível.
Uma mulher tem o direito de decidir se está preparada para assumir uma responsabilidade para o resto da vida. Tantas crianças abandonadas e carenciadas por ser pecado fazer uma interrupção de gravidez? Por ser crime?
Existe maior crime que estragar a vida?
publicado por comunidade às 21:36

link do post | comentar | favorito

A lei não existe já?

Não me parece que seja preciso fazer mais do que salvaguardar as situações
devidamente identificadas, tais como deformação do feto ou violação, é isto
que deverá ser contemplado na lei, o resto é selvajaria, todos têm direito à
vida, o Bastonário da Ordem dos Médicos já disse tudo.
publicado por comunidade às 12:09

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Sábado, 21 de Outubro de 2006

aborto

Concordo com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez porque
sou mãe! Não existe nada no mundo que ame mais do que o meu filhote, por ele
sou capaz de tudo e por esse motivo acredito que qualquer pessoa não veja
com ânimo leve a opção do aborto. Já pensaram no quanto é dificil tomar essa
decisão, a qual irá acompanhar para toda a vida? Sofrer não só com essa
opção e ainda ter que ser humilhada publicamente, acusada criminalmente e
encarar a possibilidade de encarceramento é, numa sociedade dita democrática
e livre, algo que para mim é impensável. Talvez seja melhor para muitos
tentar tapar os olhos com a peneira e não querer ver que actualmente e
infelizmente cada vez mais se torna dificil trazer um filho ao mundo. Como a
minha sábia mãe diz: “um filho faz-se por gosto” e quer com isto dizer que
não existem ajudas, aos mais diversos níveis, que deve ser algo planeado
para que essa criança possa usufruir de tudo o que ser humano tem de bom já
que as adversidades deste nosso mundinho estão aí e por muito que tentemos
saná-las nunca o poderemos proteger de tudo.

Ajudem as mulheres a serem MÃES e libertem-nas do estigma de terem cometido
um aborto, por isso apelo a todas(os) para quando se fizer o referendo
pensem bem e votem a favor da despenalização.

cristina
publicado por comunidade às 12:59

link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito

.NÃO

-Reacção de Marques Mendes(SIC)

-Reacção de Ribeiro e Castro(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo Não(SIC)

.links