.SIM

-Reacção de José Sócrates(SIC)

-Reacção de Jerónimo de Sousa(SIC)

-Reacção de Francisco Louçã(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo SIM(SIC)

-Especial SIC
Últimas notícias
O Referendo nos Blogs

.posts recentes

. (sem assunto)

. ...

. Bom dia..

. ...

. apoio monetário

. ...

. despenalização do aborto

. Promulgação do Presidente...

. Vigarice

. concordo

.arquivos

. Novembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. aborto

. abstencao

. casal

. celulas

. choro

. condições

. coragem

. crianças

. crime

. debates; sic; aborto

. democracia

. deputados

. desabafo

. despenalizacao

. despenalização

. despenalizado

. despenalizar

. direito

. duvida

. escravatura

. espanha

. estado

. familia

. feto

. governo

. hipocrisia

. igreja

. infértil

. ivg

. jose policarpo

. justica

. legislacao

. menino

. moralista

. morte

. mulheres

. opiniões

. parlamento

. pena morte

. politicos

. portugueses

. ps

. referendo

. vergonha

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds

Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2006

Despenalização do Aborto...

SOU PELA DESPENALIZAÇÃO SIM, SENHORES:

"PARA AS MULHERES DE VALOR

Quando Deus fez a mulher, já estava a trabalhar há seis dias consecutivos.
Apareceu um anjo que lhe perguntou: "Deus, porque estás a perder tanto tempo
com esta criação? "Ao que Deus respondeu: "já viste a minha lista de
especificações para este projecto? Ela tem que ser completamente lavável,
mas sem ser de plástico, tem mais de 200 partes móveis, todas substituíveis,
e é capaz de sobreviver com muito pouca coisa, tem um colo capaz de segurar em
quatro crianças ao mesmo tempo, tem um beijo capaz de curar qualquer coisa
desde um arranhão no joelho a um coração ferido e faz isto tudo apenas com
duas mãos. "O anjo ficou estupefacto com estas especificações. "Só duas
mãos!? Impossível! E este é o modelo normal? É muito trabalho só para um
dia. É melhor acabares só amanhã."

"Nem pensar", protestou Deus. "Estou quase a acabar esta criação que me é
tão querida. Ela já é capaz de se curar a si própria quando fica doente. E
consegue trabalhar 18 horas por dia. "O anjo aproximou-se e tocou na mulher.
"Mas fizeste-a tão macia e delicada, meu Deus". "Sim, mas também pode ser
muito resistente. Nem fazes ideia o que ela pode fazer e aguentar." "E ela vai
ser capaz de pensar?" perguntou o anjo. "Não só é capaz de pensar como é
capaz de negociar e convencer".

O anjo então reparou num pormenor e tocou na cara da mulher: "Ups, parece que
tens uma fuga neste modelo. Eu disse-te que estavas a tentar fazer demais numa
criatura só." "Isso não é uma fuga, é uma lágrima". "E para que é que
isso serve?" perguntou o anjo. "A lágrima é o seu modo de exprimir alegria,
pena, dor, desilusão, amor, solidão, luto e orgulho. "O anjo estava
impressionado. "És um génio, Deus. Pensaste em tudo." E de facto as mulheres
são verdadeiramente espantosas. Têm capacidades que surpreendem os homens.
Carregam fardos e dificuldades, mas mantendo um clima de felicidade, amor e
alegria. Sorriem quando querem gritar. Cantam quando querem chorar. Choram
quando estão felizes e riem quando estão nervosas. Lutam por aquilo em que
acreditam e não aguentam injustiças. Não aceitam um "não" quando acreditam
que existe uma solução melhor Prescindem de tudo para dar à família. Vão
com um amigo assustado ao médico. Amam incondicionalmente. Choram quando os
seus filhos são os melhores e aplaudem quando um amigo ganha um prémio. Ficam
radiantes quando nasce um bebé ou quando alguém se casa. Ficam devastadas com
a morte de alguém querido, mas mantêm a força além de todos os limites.
Sabem que um abraço e um beijo podem curar qualquer desgosto.

Existem mulheres de todos os formatos, tamanhos e cores. Elas conduzem, voam,
andam e correm numa luta suave só para mostrar que se preocupam com o
próximo. O coração de uma mulher mantém este mundo a andar. Elas trazem
alegria, esperança e amor. Dão apoio moral à sua família e amigos. As
mulheres têm coisas vitais a dizer e tudo para dar. NO ENTANTO, EXISTE UM
DEFEITO NAS MULHERES... É QUE ELAS SE ESQUECEM CONSTANTEMENTE DO SEU VALOR!"

Desconheço o autor deste texto. Penso que terá sido o valor do coração de
Mulher a escreve-lo. Que pena não serem as mulheres a governar o mundo...
Obrigado às Mulheres por terem gerado a existência de todos nós com a
suavidade do vosso amor.

FELIZ DIA da MULHER... FELIZ DIA DA MÃE... E TODOS OS OUTROS dias...

O Dia da Mulher é todo aquele em que respiramos... Ao homem que não respeita,
nem a si próprio, recomenda-lhe que leia este texto em voz alta... O Humanismo
aumenta na ordem inversa ao lucro fácil...
Subscreve um Homem que acredita que o futuro do mundo estaria melhor nas mãos
das MULHERES.

Depois de se ler um texto destes... Ainda haverá quem queira meter na cadeia
quem nos dá a vida, com forme pode, depois de todas as agruras da vida a que a
sociedade as tem condenado?...

Vieira
publicado por comunidade às 21:34

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Povinho mesquinho e salazarinho

Continuamos a ser um povinho mesquinho e “salazarinho”. Somos o único
pais da União Europeia, em conjunto com a Irlanda que ainda não
despenalizou a interrupção voluntária da gravidez e continuamos aqui a
discutir e arranjar pretextos para a não despenalização, invocando um
cem números de razões sem razões. Julgamo-nos um povo acima dos outros,
ou com uma moral mais elevada por isso? Não me parece, porque sempre
existiram milhares de abortos neste país. Abortos realizados deste
sempre, mesmo nas aldeias mais “beatas”. Lembro-me perfeitamente da
minha avó dizer que ia casa desta e daquela fazer desmanchos. Essas e
aquelas que todos os Domingos iam à missa e rezavam todos os dias o
terço. Seremos mais católicos que os espanhóis? Não me parece. Seremos
um povo mais civilizado votando NÃO e deixando muitas mulheres ir a
Espanha fazer abortos e muitas outras a fazerem-no sem as mínimas
condições? Não me parece. Será que por votarem NÃO os abortos não se
fazem? Não me parece. Então, porque não votar SIM e deixar que existam
condições para quem quiser faze-lo. A decisão, neste caso, é individual
ou familiar e não deve ser uma população, uma sociedade a decidir por
cada um. Ninguém é obrigado a abortar. Porque será que se fica tão
escandalizado ou chocado quando se fala no aborto? Não percebo. Ai
Portugal! Portugal! Ainda estamos a discutir o aborto quando já
deveríamos estar a decidir a eutanásia (outro assunto pertinente)
publicado por comunidade às 12:29

link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito

Despenalizar? Com certeza.

Sou a favor da despenalização da interrupção voluntária da gravidez, desde
sempre.

Entendo que despenalizar não significa que esteja de acordo com o aborto.
Despenalizar não significa que o número de abortos tenha que aumentar. Mas
penalizar significa que: 1)-continuarão a existir abortos clandestinos;
2)-abortos clandestinos implicam não existirem garantias de defesa da saúde
da mulher, que sejam praticados com higiéne e segurança e competência
técnica; 3)-abortos clandestinos significam negócios chorudos para umas
quantas clínicas privadas fora do país para quem pode recorrer a elas e
dentro do país para uns quantos oportunistas que enriquecem à custa das
mulheres que a eles recorrem por não terem dinheiro para irem ao
estrangeiro; 4)-abortos clandestinos acabam por gerar riqueza paralela
dentro do país e riqueza para os países que podem legalmente faze-los, mas
tanto uns como os outros nada geram para o país.

Acredito firmemente que a MULHER que aborta não o faz de ânime leve. A
MULHER pratica o aborto por se ver como que “obrigada” a fazê-lo, pelas
contrariedades da vida que a sociedade em geral impõe. Com despenalização ou
sem despenalização abortos irão sempre existir. Não venham as organizações
particulares de solidariedade com argumentos de caridade barata que resolvem
os problemas das MULHERES e das CRIANÇAS, por que é mentira, pois pura e
simplesmente não resolvem. Poderão apoiar uma meia dúzia ou pouco mais o que
é uma gota de água. A sociedade é ingrata...

Despenalize-se o aborto. Assim, tudo será mais transparente, mais seguro,
mais clinicamente garantido. Acabe-se com os oportunistas que às
“escondidas” num qualquer “buraco” os vão fazendo e engordam os seus bolsos
à custa da desgraça alheia. HÁ QUE ACREDITAR NAS MULHERES. Os que são contra
a despenalização com as suas poivisões catastróficas revelam não acreditarem
nas MULHERES e já estão a antever que elas vão todas a correr fazer abortos.
Loucos.

Fico-me por aqui.

SIM À DESPENALIZAÇÃO.



Luciano Silva
publicado por comunidade às 12:29

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

...

Apenas entrei neste blog hoje, por isso os meus cumprimentos a todos os participantes.

Desculpem a ignorância mas estou com uma dúvida.

Se alguém me pudesse ajudar gostaria de saber se, caso a despenalização do aborto seja aprovada, os abortos serão realizados em hospitais públicos ou clinicas financiadas pelo estado?

Eu sou a favor da despenalização do aborto, mas parece-me um pouco errado perante as listas de espera de tantas intervenções cirurgicas, de tanta falta de médicos de família, que o aborto voluntário, que em inumeras vezes apenas tem como razão a vontade dos pais ocupe vagas de algumas doenças que poem am causa a saúde.

Penso que gravidez não é doença e os hospitais servem para combater doenças.
Sou a favor da despenalização, sem dúvida, para que não seja crime o direito à opção, acho que os utentes deveriam sopurtar os custos da sua opção, salvo os casos já previstos por lei.

Quais as prioridades para a saúde do país?
publicado por comunidade às 12:29

link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

...

Boa tarde a todos.





Eu começo logo por dizer NÃO ao aborto. Nós estamos a falar de seres humanos. Quem vai votar sim, que pense muito bem naquilo que vai fazer, pois é o mesmo que dizer sim, vamos matar seres humanos. Às 10 semanas o bebé já está formado. Só os pulmões ainda não estão formados, o resto já está.

Apesar de eu ser novo, eu já tenho 2 meninas e são as coisas mais preciosas que tenho na vida.

Quem vai votar sim, acha que o assunto fica resolvido para as pessoas com pouca possibilidade económica? Enganam-se. Para se fazer um aborto terão de pagar e não deve ser barato. O aborto vai ser só para as mulheres com possibilidades. O país já só é dos ricos, e vamos ainda mais afastar de quem pode e quem não pode?

Acham bem o aborto ser o novo método contraceptivo?

Isto só mostra a irresponsabilidade das pessoas. Sim digo pessoas porque este assunto diz respeito à mulher e ao homem.

Hoje em dia só engravida quem quer, e não me venham dizer que não há possibilidade de comprar métodos contraceptivos. As pessoas têm é vergonha de os ir comprar e então nada mais fácil do que abortar. Esta mentalidade não deve continuar. Pensem, são seres humanos e se, sempre se pensasse assim, talvez quem vai votar sim, não estivesse cá pois alguém tinha decidido de os "matar".



David Azevedo



Vila Nova Famalicão
publicado por comunidade às 12:29

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2006

O que é interromper a gravidez ?

À Mulher

Se tens um filho no ventre
E pensas que o não podes ter
Confia em Deus ! Que esse ente
Tem direito de nascer.

E há lugar entre a gente
Para um belo e novo ser
Que embora frágil, sente
E já luta para viver !

És pelo querer de Deus
Mãe defensora dos seus
Sempre amada e estremecida:

E não pode haver razão
Mais alta que o coração
Que tens em ti e que é VIDA!

Modesto Melo Martins
2005
publicado por comunidade às 16:58

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

...

Gostaria de dar a minha opinião e por mais que me custe falar deste assunto, a verdade é que ele existe e todos nós temos opiniões acerca desta matéria totalmente diferentes.

Eu, propria já abortei, na altura decidi abortar, porque tinha sido mãe à meia duzia de meses e engravidei, quando ainda estava a dar de mamar ao meu filho, Meu Deus era demais ter logo outro filho, quando ainda tinha acabado de ter um filho, o que aconteceu, foi porque o tive que fazer num consultorio particular, apanhei uma Sépcis, que me colocou numa cama de hospital em estado de coma, durante 17 dias, salvei-me porque foi Deus, se na altura tivesse sido feito num hospital nada disto tinha acontecido, foi muito complicado p mim e p o meu filho que era bebe, tive q deixar de dar de mamar, o bebe tinha 6 meses e teve que ficar aos cuidados do pai, enquanto eu lutava pela vida! Não sou a favor do Aborto, em algumas circunstancias, embora ate às 4 semanas, acho que não é matar ninguém! Mas, em muitas situações, sou a favor, pois no meu caso, nao tinha a menor hipotse de ter outro filho naquele momento, em casos de violações, filhos indesejados de mães prostitutas que depois acabam por os abandonar, etc... etc...
publicado por comunidade às 16:20

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Sábado, 9 de Dezembro de 2006

A favor da despenalização da interupção voluntária da gravidez

Boa noite,

Antes de mais, gostaria de realçar que, porque nunca é de mais fazê-lo, está em causa não o favor/contra aborto mas sim o favor / contra penalização das mulheres que por circunstâncias da sua vida o decidem fazer.

A cada mulher e só a cada mulher diz respeito a sua sexualidade e, se o quiser, a sua maternidade.

Existem variadas situações que podem levar uma mulher a ter uma gravidez indesejada, não são só as "raparigas inconscientes", como muitas vezes são apelidadas, são também :
as que não podem tomar contraceptivos, por razões de saúde,
são as mulheres que, na menopausa com o sistema hormonal descontrolado engravidam, algumas vezes já perto dos 50 anos,
são mulheres de fracos recursos económicos, sem acesso à informação e sem recursos monetários para adquirirem contraceptivos, pois, porque na teoria tem-se acesso a estes nos Centros de Saúde mas na prática estão sempre esgotados (sei-o por experiência própria), etc.
Outras situações poderia descrever, no entanto fica a minha mensagem:
A despenalização da interrupção voluntária da gravidez vai permitir a todas estas mulheres a possibilidade de terem condições de higiene e segurança que lhes permita assegurar a sua integridade física e moral. Vai permitir que essa interrupção se faça num tempo apropriado (até 10 semanas) e por técnicos especializados.Vai permitir que seja, futuramente, acompanhada pelo planeamento familiar.
Não somos nós que vamos julgar uma mulher. As razões só a ela dizem respeito.

Já agora quantos homens contribuem para não ocorrerem gravidezes indesejadas? Quantos usam contraceptivos em vez das mulheres?
Qual o número de crianças indesejadas, mal tratadas, desrespeitadas, violentadas por pais que não as quiseram?
Quantas mulheres ficam sozinhas com filhos porque os companheiros as deixam quando sabem que estas estão grávidas?
Para tantas outras situações, a sociedade já não opina, pois não??????
publicado por comunidade às 06:59

link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito

Referendo sobre o ABORTO-4

Há uma música com uns anos que tinha uma letra que a dado passo dizia " . é triste um HOMEM morrer sem tão pouco chegar a nascer."

Cada vez que se fala de aborto lembro-me sempre desta música. Porque será? Para ser sincero não sei se quem escreveu isto estaria a pensar no assunto que aqui nos trás, até porque os tempos eram outros.

Mas se analisarmos a frase, esta não se podia aplicar melhor aos "tempos que correm".

Por vezes lembro-me também de um livro escrito por uma jornalista italiana ( Oriana Falaci) que se chama "Carta a um menino que não nasceu". Brilhante e ao mesmo tempo comovente. Sei que alguns irão dizer que ela era de certeza ainda parente do "democrata" Benito e que era uma grande fascista! Porque será que se tem que colocar logo um rótulo menos digno a qualquer cidadão que manifeste a sua opinião e intenção de votar no NÃO? Ou será que os partidários do sim aplicam a velha máxima do "ou vai ou racha"? Ou será ainda que os partidários do SIM ainda não repararam que o tema é fracturante e transversal a toda a sociedade, independentemente da cor política, religiosa, social ou outra?



Caros amigos e amigas, sejam partidários do SIM ou do NÃO: debatamos as ideias sem preconceitos ou tabus, mas respeitemo-nos mutuamente. A falta de argumentos por vezes transforma-se na ofensa e até na ordinarice como alguns aqui o têm demonstrado.



Por tudo aquilo que penso e que aqui tenho dito, continuarei a ser partidário do NÃO até que alguém me mostre razões aceitáveis para votar SIM.



Jacinto César



Elvas
publicado por comunidade às 04:08

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Sexta-feira, 8 de Dezembro de 2006

participar

Boa noite.

Felicito desde já este blog e todos os que aqui exprimirarm a sua opinião.
O referendo em análise coloca-me uma questão muito concreta: qual é a diferença entre interromper a gravidez e matar uma pessoa, seja ela adulta ou não ?
No primeiro caso, a vítima estava viva, no segundo também.
Se despenalizamos o aborto, porquê não despenalizar também o homicídio ?
Há muitas mulheres a cumprir pena de prisão porque mataram o companheiro / marido. As razões para o teram feito são muito válidas. Algumas tomaram essa decisão depois de anos de maus tratos. A lei não lhes permite continuar em liberdade depois de terem terminado com o inferno em que viveram.
Abortar é matar uma pessoa que ainda não fez mal a ninguém. Se isso não for crime, então temos de rever todo o direito em vigor.
E se justificamos a despenalização do aborto pelo facto de não considerarmos o feto uma pessoa, teremos de fixar a data em que o passa a ser. Será quando nasce ?
Parece-me uma questão muito delicada, esta de dar a alguns / algumas a possibiliadade de decidir acerca de outrém continuar ou não a viver.
Eu, se tivesse esse poder, seria tentada a decidir pela morte de muitos, mas nunca pela morte de alguém que ainda nem nasceu.

Obrigado pela atenção,

Elisabete Glória Gonçalves
publicado por comunidade às 23:16

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

PALAVRAS LOUCAS...ORELHAS MOUCAS

ANA GOMES MELHOR SERIA QUE OS TEUS PAIS TIVESSAM ABORTADO.
SERIA UM GRANDE ALÍVIO PARA A HUMANIDADE EM GERAL E PARA O PAÍS EM PARTICULAR.
QUANDO HOUVER UM PARLAMENTO EM MARTE DEVES PEDIR LOGO TRANSFERÊNCIA PARA LÁ.
SE CALHAR É MELHOR EM PLUTÃO, SEMPRE FICAS MAIS LONGE E AS TUAS ASNEIRAS DEMORAM DIAS A SEREM OUVIDAS, PODENDO ATÉ PERDEREM-SE NO ESPAÇO SIDERAL (COITADOS DOS ALIENÍGENAS)
publicado por comunidade às 23:10

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 7 de Dezembro de 2006

Referendo sobre o ABORTO-2- Adenda

Desculpem por não me ter identificado e como há por aí confusões com o meu nome, aqui vai:

Jacinto Júlio Nozes César

Est. de Stª Rita, 12- 3º Dtº

7350 ELVAS

PS. Pedia a todos os que aqui se manifestam que tenham a coragem de se identificar. Ou será que têm vergonha?
publicado por comunidade às 23:56

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Referendo sobre o ABORTO-3

Meus amigo(a)s



Hoje gostaria de fazer uma só pergunta e não cinco como no meu primeiro comentário.



Porque será que todos os comentários que aqui se têm feito pelos partidários do SIM ou são ofensivos ou maliciosos para com os partidários do NÃO?



Possíveis respostas:



1- De civilizados pouco têm porque são incapazes de argumentar como PESSOAS CIVILIZADAS



2- Porque alguns dos que respondem ou escrevem devem ter a consciência pouco tranquila, pois querem legalizar o que de ilegal já fizeram e assim pensam aliviar a dita (consciência)



3- O mesmo que em 2, mas substituir a palavra legal por moral.



Abro aqui um parênteses para me referir à palavra MORAL



Como é sabido por todos, quando nascemos não estamos dotados de qualquer tipo de sentimentos mas simplesmente de instintos. Tudo o que somos hoje é o produto de um caminho de anos e do qual fazem parte etapas como a EDUCAÇÃO, a FORMAÇÃO, a ÉTICA, a MORAL, etc. Estas etapas são fundamentais para a formação de um SER HUMANO decente.

Não é pelo facto de os católicos dizerem que matar é pecado que nós não matamos!

Não é pelo facto de os católicos dizerem que roubar é pecado que nós não roubamos!

Não é pelo facto de ... ... ...



Então porque não fazemos? Pelo simples facto que a maior parte de nós "passou" por aquelas etapas e adquiriu os princípios que nos distinguem dos animais irracionais e daqueles a quem nós chamamos anormais (não confundir com deficientes) ou seja, os assassinos, os ladrões, etc, etc.



4- Porque foram incapazes de parar um bocadinho para pensar sobre o assunto e limitarem-se a seguir a opinião de terceiros.



5- Porque foram até agora incapazes de responder às 5 perguntas que fiz.



Novo parêntese para falar de MORAL



Como é que os partidários do SIM se lamentam (como eu lamento) das notícias que todos os dias nos entram por casa a dentro via televisão e nos deixam chocados com as imagens de crianças mortas pela guerra, por crianças de arma na mão a fazerem a guerra, por crianças a morrer de fome e doença, por crianças violadas e torturadas e dizem SIM depois à legalização de outra forma de MATAR?



Por tudo o que acabei de dizer e em nome de todos os princípios de EDUCAÇÃO, FORMAÇÃO, ÉTICA e MORAL que só posso dizer NÃO!



PS- Não vale apena voltarem-me a chamar hipócrita porque parecem um disco riscado.
publicado por comunidade às 23:45

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 6 de Dezembro de 2006

referendo sobre o aborto

Bravo!!
Acho que nunca vi tanta hipocrisia e ironia junta!
Por acaso V. Exas. não sabem olhar para as mulheres que passam por vós todos
os dias. Quantas delas já fizeram abortos, quantas estão a pensar fazê-lo
seja pelo motivo que for, o motivo é delas não é vosso.
Para já não falar das mulheres com que V. Exas. deixaram de se cruzar porque
por uma infelicidade do destino ao decidirem fazer um aborto assinaram a sua
certidão de óbito, porque esse aborto não foi feito por pessoas minimamente
qualificadas, nem em sítios próprios.
É por estas mulheres que eu sou da opinião que o aborto deve ser legalizado,
para que as mulheres possam decidir.
Porque hoje em dia quem quer fazer um aborto fá-lo, nem que a seguir vá morrer
a um hospital publico, mas fá-lo.
Abram os olhos e olhem á vossa volta, não olhem apenas para o vosso umbigo.
Ninguém vos está a perguntar se vão fazer um aborto ou não, estão a
perguntar-vos se querem dar o direito a outras mulheres para que elas passem a
fazer um aborto em segurança.
publicado por comunidade às 11:47

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Domingo, 3 de Dezembro de 2006

NÃO À DESPENALIZAÇÃO DO ABORTO

A pergunta para o Referendo está mal concebida.



"Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas 10 primeiras semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?"

Esta pergunta induz em erro e uma pessoa não muito esclarecida terá a tendência para respomder "SIM" porque:
A pergunta termina (...em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?".
Quem vai admitir que este acto a ser permitido por lei não terá de ser feito num estabelecimento de saúde legalmente autorizado?
O Referendo é para se saber se os Portugueses concordam com a despenalização ou para se saber quais os estabelecimentos a autorizados para a prática do acto?

Vejamos a pergunta feita sem esta última frase.

"Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas 10 primeiras semanas?"

A pergunta feita deste modo não espelha exactamente o objectivo do referendo?

Peçam já a Inconstitucionalidade da pergunta aprovada,


Braga, 2006-12-03
Antonio Sousa
publicado por comunidade às 12:45

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

.NÃO

-Reacção de Marques Mendes(SIC)

-Reacção de Ribeiro e Castro(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo Não(SIC)

.links