.SIM

-Reacção de José Sócrates(SIC)

-Reacção de Jerónimo de Sousa(SIC)

-Reacção de Francisco Louçã(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo SIM(SIC)

-Especial SIC
Últimas notícias
O Referendo nos Blogs

.posts recentes

. (sem assunto)

. ...

. Bom dia..

. ...

. apoio monetário

. ...

. despenalização do aborto

. Promulgação do Presidente...

. Vigarice

. concordo

.arquivos

. Novembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. aborto

. abstencao

. casal

. celulas

. choro

. condições

. coragem

. crianças

. crime

. debates; sic; aborto

. democracia

. deputados

. desabafo

. despenalizacao

. despenalização

. despenalizado

. despenalizar

. direito

. duvida

. escravatura

. espanha

. estado

. familia

. feto

. governo

. hipocrisia

. igreja

. infértil

. ivg

. jose policarpo

. justica

. legislacao

. menino

. moralista

. morte

. mulheres

. opiniões

. parlamento

. pena morte

. politicos

. portugueses

. ps

. referendo

. vergonha

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds

Participe
Envie a sua mensagem para aqui.


Segunda-feira, 12 de Fevereiro de 2007

Onde chegaremos?

GOSTARIA QUE A MENTIRA DESCARADA DE SE DIZER IVG DESAPARECESSE.
QUE SE PASSASSE A CHAMAR SEMPRE ABORTO OU EVG=ELIMINAÇÃO VOLUNTÁRIA DA
GRAVIDEZ, O QUE É A VERDADE.

Será que quem votou SIM tem consciência de que está a dar o seu apoio a quem
vier a estar na eminência de querer abortar? Em vez de lhe dizer: "Contai
comigo! Posso ajudar-vos a respeitar esse ser a quem destes a vida!" Quem
disse SIM ficou conivente com a morte de todos os inocentes. Talvez as mães
os matassem na mesma, mas sabiam que nós, os seus semelhantes, queríamos a
vida dos seus filhos.

Mas o certo é que tenho que aceitar esta realidade: "Sou cidadã de um país
que passou a apoiar o assassínio de seres humanos, em vez de proibir o
assassínio!" Resta-me continuar a missão, mas vai ser mais difícil, de fazer
perceber que toda a vida humana, desde o momento da concepção, é
inviolável, como diz a Constituição Portuguesa.

Mas continuarei a passar esta mensagem: "Toda a pessoa humana tem muito
valor e a mãe e o pai são chamados a defender essa vida desde o 1º instante.
Quem não o fizer não se apresentará a julgamento neste mundo, mas no outro
não escapa."

O SNS vai passar credenciais para abortos em clinicas particulares
autorizadas?
Perdoar um mulher que foi fazer um aborto é humano.
Incentivar e oferecer abortos gratuitos é diabólico!
Esta sociedade está simplesmente podre!

Creio no entanto nos novos cristãos, talvez alguns até tenham votado SIM
julgando que desse modo defendiam a vida, julgando que por aconselhamento os
abortos diminuiriam.

Creio ainda que o povo português que hoje votou SIM votará esmagadoramente
NÃO se os abortos a pedido aumentarem, se a saúde pública ficar bem pior. Se
continuar a haver mulheres a "ir ao vão da escada". Mas SERÁ POSSÌVEL VOLTAR
ATRÁS????
publicado por comunidade às 00:19

link do post | favorito
De ultrasilent a 12 de Fevereiro de 2007 às 09:02
Espero que não dê... Mas no nosso país temos tradção regressiva...
De Anónimo a 12 de Fevereiro de 2007 às 09:27
Aliás, nota-se que regredimos e bastante... com o resultado de ontem!
Numa constituição que afirma que a vida é inviolável e depois aceita a morte indiscriminada de seres humanos a troco da "vontade da mulher" é um retrocesso civilizacional imconpreensível!
Mas neste país tudo é possível... há dinheiro para tudo, menos para dar melhor condições à sua população... vale tudo...
Vergonha!!!!
De ultrasilent a 12 de Fevereiro de 2007 às 10:39
Vergonha? Vergonha era a realidade que tinhamos antes do referendo. Vergonha deviam ter alguns partidários do NÃo, que têm feito comentários muito pouco democráticos um pouco por todo o lado.
Espero que a nova lei venha rápido. É uma pena ser só até às 10 semanas. Gostava que a novva lei fosse parecida com o modelo alemão. Não se pode ter tudo
De Anónimo a 12 de Fevereiro de 2007 às 11:49
Pois é... até a Alemanha já reconheceu o erro da liberalização do aborto, e como não pode voltar atrás para não o braço a torcer, incentiva a maternidade e os nascimentos com atribuição de montantes bem elevados! Afinal a vida é mais preciosa do que a dita "liberdade e opção" da mulher!!!... Os Alemães aprenderam com os seus erros, mas como também gostamos de bater com a cabeça na parede... toca a copiar os erros deles também... e daqui há alguns anos veremos...
De ultrasilent a 12 de Fevereiro de 2007 às 12:11
Já estão a confundir tudo outra vez. Politicas de apoio à maternidade e direito de opção em casos de aborto não se excluem mutuamente. Se uma mulher tem condições para ter um filho então normalmente nãoaborta. Se não tem, deve ter a liberdade de não o ter. Se forem criadas condições, menos mulheres abortam.
De qualquer das maneiras, o caso da Alemanha é um caso de realpolitik. Tem a ver com o declinio da população. E com haver cada vez mais idosos e menos jovens. Não tem a ver com o direito à vida do feto
De Anónimo a 12 de Fevereiro de 2007 às 12:20
"Se não tem, deve ter a liberdade de não o ter. Se forem criadas condições, menos mulheres abortam."
Aqui é que está o cerne da questão... se não tem condições para ter deveria ser-lhe dado estas condições e não o aborto como solução... É essa a proposta que defendemos com o Não: melhores condições para as mulheres e seus filhos... não estamos a colocar um em deterimento do outro... queremos vida de qualidade para ambos!
Quanto à Alemanha... porque será que tem menos jovens e mais idosos? É lógico... porque houve demasiados abortos... o impedimento para que houvesse a renovação da sua população...
Já agora... nunca vi os seus comentários de defesa da sua opinião antes do referendo neste blog... será que agora é mais fácil falar quando está na mó de cima? Quando não tem mais a defender pois está ganho...
De ultrasilent a 12 de Fevereiro de 2007 às 12:35
Tem razão. Não viu os meus comentários neste blog antes do referendo. A razão para eu não ter escrito nenhum é simples:
Tive problemas técnicos com a minha internet e só desde Sábado tenho Internet e PC a funcionar.
Eu não disse que o não não quer melhorar as condições de vida das mulheres. Você é que parece achar que os apoiantes do SIM não querem e que nós achamos que o aborto é a solução para todos os problemas. Não é assim. A verdade é que a pobreza, exclusão social, toxicodependência etc não se resolvem de um dia para o outro.
Para mim o aborto é uma questão de consciência individual que não deve ser criminalizado. Não é a melhor solução para o problema. Obviamente que não. Há outros meios contraceptivos etc. Mas tudo isso nem sempre funciona.
"Quanto à Alemanha... porque será que tem menos jovens e mais idosos? É lógico... porque houve demasiados abortos... o impedimento para que houvesse a renovação da sua população... "
Isto, muito simplesmente, não é verdade. É um fenómeno generalizado nos países ocidentais e tem a ver com vários factores. As pessoas pensam mais em carreira e trabalho, há meios contraceptivos eficazes (que não o aborto) etc.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.NÃO

-Reacção de Marques Mendes(SIC)

-Reacção de Ribeiro e Castro(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo Não(SIC)

.links