.SIM

-Reacção de José Sócrates(SIC)

-Reacção de Jerónimo de Sousa(SIC)

-Reacção de Francisco Louçã(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo SIM(SIC)

-Especial SIC
Últimas notícias
O Referendo nos Blogs

.posts recentes

. (sem assunto)

. ...

. Bom dia..

. ...

. apoio monetário

. ...

. despenalização do aborto

. Promulgação do Presidente...

. Vigarice

. concordo

.arquivos

. Novembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. aborto

. abstencao

. casal

. celulas

. choro

. condições

. coragem

. crianças

. crime

. debates; sic; aborto

. democracia

. deputados

. desabafo

. despenalizacao

. despenalização

. despenalizado

. despenalizar

. direito

. duvida

. escravatura

. espanha

. estado

. familia

. feto

. governo

. hipocrisia

. igreja

. infértil

. ivg

. jose policarpo

. justica

. legislacao

. menino

. moralista

. morte

. mulheres

. opiniões

. parlamento

. pena morte

. politicos

. portugueses

. ps

. referendo

. vergonha

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds

Quarta-feira, 15 de Novembro de 2006

Aborto

Antes de dizer se sim ou não, há que pensar nos contraceptivos que existem,
quem diz que “hoje em dia só engravida quem quer”, não pensa naquelas
pessoas que não têm dinheiro para os comprar, por isso mesmo acho que deviam
estar mais disponíveis. Se fossem distribuídos, ninguém engravidaria sem
querer, por isso digo não ao aborto, mas digo sim a quem estiver em perigo
de vida e em caso de mal formação do feto, caso seja a vontade dos pais, e
se assim fosse essa pergunta de “sim ou não”, não estaria em causa. A
interrupção voluntária da gravidez só estaria em causa, nessas duas questões
ai não tinham que ir para outra cidade, nem porem-se em mãos de curiosos,
nem deixarem crianças a passar fome sem condições para as criarem, nem
deixarem nos caixotes do lixo e nem as abandonar. Terem crianças para
fazerem coisas como violar os próprios filhos e matar, é impensável.
Contraceptivos sempre e não a perguntas de sim ou não, a lei só devia apoiar
quem corre perigo de vida e a mal formação de feto e isto se os pais
decidirem. Sem esquecer que as adopções deveriam ser mais facilitadas,
porque não falta pessoas de bom coração e que não podem ter filhos.

Natália, São Miguel
publicado por comunidade às 19:47

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.NÃO

-Reacção de Marques Mendes(SIC)

-Reacção de Ribeiro e Castro(SIC)

-Reacção de Movimentos pelo Não(SIC)

.links